Neoclassicismo

O movimento conhecido como neoclassicismo foi um movimento cultural que teve a sua origem na Europa mais ou menos na metade do século XVIII e cuja importância se manteve até a metade do século XIX. Os conceitos base desse movimento eram os ideais que guiavam o iluminismo bem como uma revisitação a cultua da Antiguidade Clássica buscando então exacerbar princípios como idealismo e equilíbrio. Podemos dizer que foi uma forma de reagir aos excessos que norteavam o Barroco.

Contexto do Surgimento do Neoclassicismo

Já nas primeiras décadas do século XVIII era possível perceber algumas referências a esse estilo. Os movimentos artísticos tem sempre uma cronologia que causa alguma polêmica uma vez que não é possível fazer uma delimitação precisa de quando eles começam e quando terminam.

O grande ponto do neoclassicismo era o seu desejo por revisita o clássico de maneira a dar grande valor para a Antiguidade clássica da Grécia e da Roma. Essas estéticas eram entendidas como as estéticas que deviam nortear as artes e a vida. Nesse sentido já existia uma tendência de reviver o clássico pelo renascimento. É interessante que se diga que esse retorno a estética clássica é bastante comum no ocidente.

O Surgimento da Corrente Neoclássica

Foram diversos fatores que fizeram com que houvesse esse desejo pelo retorno ao clássico. Talvez a principal motivação da busca pela estética clássica tenha sido o grande exagero e opulência dos estilos artísticos anteriores como Barroco e Rococó. Para começar o Barroco já dava sinais de que estava esgotado enquanto estilo e o seu exagero começou a soar como ridículo e por isso era necessária uma reação.

O segundo fator que contribuiu para que o neoclassicismo se tornasse o estilo vigente foi o crescente interesse que se mostrava em relação a Antiguidade Clássica de uma forma geral. Os valores como modéstia, racionalismo e harmonia que eram tão fortes no estilo clássico começaram a encantar as pessoas que estavam cansadas do Barroco.

Neoclassicismo e Religião

O neoclassicismo também surge num momento em que está acontecendo uma diminuição da influência da Igreja Católica. Nesse momento os ideais do iluminismo estão em ascensão combatendo a importância dada aos dogmas religiosos bem como as superstições. Para os neoclássicos era muito importante que se tivesse grande apego pelo aperfeiçoamento pessoal bem como pelo progresso social.

Contribuição de Acadêmicos

O que ajudou muito o desenvolvimento desse movimento foi a contribuição de acadêmicos como John Bouverie, Giovanni Battista Borra, James Stuart entre outros. Esses importantes nomes da arte publicaram inúmeros relatos que contavam com ilustrações de expedições de arqueologia. Uma coisa interessante é que eles estavam fazendo essas publicações utilizando línguas modernas e não somete o latim como era de costume.

O primeiro a realizar um trabalho no sentido de juntar essas obras de arte da Antiguidade Clássica foi Conde de Caylus. O critério empreendido por ele foi de estilo e não de gênero de forma que havia junto referências a antiguidades egípcias, celtas e etruscas. Um dos principais eruditos alemães, Johann Joachim Winckelmann, produziu diversos escritos em que destacava a importância da arte da Grécia Antiga.

Simplicidade

O que mais agradava esse erudito alemão era que na arte da Grécia Antiga era possível encontrar uma simplicidade nobre. Admirando muito essa qualidade ele e outros eruditos começaram a pedir que os artistas seguissem por esse caminho tentando chegar de alguma maneira mais perto do caráter de arquétipo. Nesse momento a fonte de inspiração para os artistas eram as culturas e estilos antigos.

Descoberta de Herculano e Pompeia

A cultura clássica da Antiguidade estava bastante em pauta nessa época em especial porque haviam sido descobertas as cidades de Pompeia e Herculano que estavam desaparecidas embaixo do que sobrou da erupção do Vesúvio. Esse tema despertou a curiosidade das pessoas que tinham conhecimento acerca do assunto e também de quem não tinha.

A Europa havia acabado de ganhar um novo e bastante interessante ponto turístico, não dava para visitar o Velho Continente sem dar uma passada por essa região. As escavações tiveram início no ano de 1738 e até 1748 não foram feitas grandes descobertas somente algumas relíquias e artefatos que ajudavam a compreender melhor como era o dia a dia romano.

Estilo Grego

A partir dessa descoberta começaram a ser realizadas diversas outras pesquisas a cerca das arte e da cultura da Antiguidade de maneira que se tornou possível delinear um chamado “estilo grego”. Conforme as pesquisas eram realizadas e mais descobertas eram feitas mais o interesse dos artistas por essa estética crescia.

Muitos profissionais como arquitetos, decoradores e até mesmo estilistas começam a usar o estilo clássico como referência para os seus trabalhos. Surgiu uma paixão por tudo o que era antigo e um aumento do campo de visão dos interessados em arte. O estilo clássico já era apreciado, contudo, foi nessa época que esse interesse ganhou uma base mais sólida de conhecimento devido as pesquisas teóricas e as descobertas arqueológicas.

Movimento Político

O neoclassicismo também foi um movimento que tinha um lado político uma vez que que se inspirou na cultura grega (que se destacou pela democracia) e romana (que tinha a sua república). Havia ainda uma forte associação da arte clássica com fatores bastante importantes como o civismo, a honra, o cumprimento do dever entre outros.

Para se ter uma ideia o estilo neoclássico foi o estilo escolhido pelos revolucionários da França que desejavam lutar contra a monarquia que representava o luxo imoral. Nessa época o estilo que predominava na corte era o Rococó marcado por seus exageros e apreço ao luxo. O neoclássico era um estilo que vinha para fazer uma contrapartida a tudo isso já que pegava a simplicidade.

Passado Glorioso

Mesmo tendo sido o estilo escolhido como estilo para combater os luxos imorais o neoclássico logo passou a ser acusado de ter caráter cortesão uma vez que era um estilo com base num passado glorioso e opulento. O estilo passou a ser usado por príncipes e monarcas com o objetivo de fazer a divulgação das suas personalidades e do que eles faziam de bom. O ápice do movimento se deu na metade do século XVIII e durou até as primeiras décadas do século XIX.

O neoclassicismo é um estilo de arte com origem na Europa que surgiu no século XVIII e foi um dos que mais teve influencia na historia da arte e também na cultura do ocidente sendo bem forte até o século XIX. As obras desse estilo eram baseadas em idéias iluministas e também na cultura antiga clássica. Era possível notar nas obras do neoclassicismo muito equilíbrio, idealismo e moderação.

Obras lindíssimas feitas com base na cultura antiga formaram um arsenal incrível com telas que passaram a fazer parte de uma coleção publica e privada. Muitos pintores de renome aderiram ao neoclassicismo e com isso criaram obras maravilhosas e escreveram seus nomes na historia da arte. O neoclassicismo foi de grande importância para obras maravilhosas como esculturas, pinturas, igrejas entre outros locais de grande importância na época. As principais características do neoclassicismo são: formalismo, racionalismo, exatidão nos contornos, harmonia do colorido, retorno ao estilo greco-romano, academicismo e técnicas apuradas, culto a teoria de Aristóteles, democracia e pinceladas leves para não marcar a superfície.


Categoria(s) do artigo:
Arte
1.535
http://www.prosperaweb.com.br/

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *