Os Principais Pensadores da Educação

A educação envolve muito mais que a aula concedida nas escolas de todo o mundo. Sustentando todo o trabalho educacional que é realizado por um professor em sala de aula, existem inúmeros pensadores que passaram anos refletindo sobre a arte e o oficio de educar.

Os pensamentos e reflexões sobre a educação acontecem no mundo desde a Grécia Antiga, e desde esse tempo surgiram diversas correntes de pensamentos que influenciaram a forma de educar.

Os pensamentos sobre educação são tão antigos, que antes mesmo de termo a criação das escolas ou dos primórdios do que seriam as escolas atuais, já existiam pessoas que faziam reflexões sobre o assunto, como os grandes filósofos gregos Sócrates e Platão.

A partir dessas reflexões, pensamentos e criticas foi que surgiu a criação do sistema de ensino (criação de Aristóteles), que transformou a forma de educar, fazendo com que o ensino e a educação se tornasse acessível para um numero maior de pessoas.

Diversos profissionais da área da educação, mesmo que não tenham conhecimento com relação a obra e reflexões dos principais pensadores da educação, fazem uso de suas ideias e pensamentos na execução dos seus trabalhos educativos.

Entre os pensadores mais famosos que existem estão Aristóteles (384-322 A.C), Jean Jacques Rousseu (1712-1778), Émile Durkheim (1858-1917), Jean Piaget (189-1980) e outros grandes pensadores e no Brasil, encontramos Paulo Freire (1921-1997), e outros. 

A Importância dos Pensadores da Educação

As reflexões e obras dos grandes pensadores da educação, auxiliam os profissionais da área educacional a crescerem profissionalmente e a aprimorar a execução do trabalho de sala de aula de forma que o aprendizado dos alunos seja cada vez maior.

Outro aspecto importante em conhecer as obras e reflexões de diferentes pensadores, é que diversos conceitos podem ser postos em pratica de maneira paralela e assim ser garantido o crescimento educacional e do seu próprio ser como profissional.

A incorporação de diversas correntes a pratica pedagógica e a própria organização do sistema educacional, vai ser mais rica e completa, pois as ideais de uma corrente acabam complementando a outra, e no fim o objetivo mor de educar será alcançado com maior plenitude.

Os Principais Pensadores da Educação

Existe um grande numero de pensadores que possuem reflexões sobre a educação de uma maneira geral, entre eles estão: Alexander Neill, Anísio Teixeira, Aristóteles, Auguste Comte, Carl Rogers, Émile Durkheim, Emília Ferreiro, Erasmo de Roterdã, Friedrich Nietzsche, Herbert Spencer, Jean Piaget, Jean Jacques Rousseau, John Locke, Karl Marx, Michel Foucault, Paulo Freire, Platão, Santo Agostinho, Sócrates, Tomás de Aquino e outros pensadores.

Segue abaixo informações sobre os principais pensadores que suas ideias, obras e reflexões ajudaram a modificar a forma de ver, pensar e educar:

a)      Anísio Teixeira (1900 – 1971)

O baiano Anísio Teixeira, em viagens pela Europa (Espanha, Itália, França e Bélgica) e pelos Estados Unidos, estudando e observando os sistemas educacionais destes países.

Ele é considerado como o grande idealizador das mudanças ocorridas na educação brasileira na década de 20 (movimento escola nova), onde eram implantadas escolas publicas de todos os níveis educacionais, com o intuito de oferecer educação gratuita e de qualidade para todas as pessoas. Anísio Teixeira acreditava e defendia as ideias de John Dewey, que considerava a educação como uma forma constante de reconstruir as experiências. Com isso, Anísio defendia que a educação precisava viver uma mudança permanente, sempre se reconstruindo.

As principais obras de Anísio Teixeira são: Aspectos Americanos de Educação; A Educação e a Crise Brasileira; Educação e o Mundo Moderno; Educação não é privilégio; e a Educação no Brasil.

b)     Aristóteles (384 A.C. – 322 A.C.)

Pode ser considerado como o maior pensador da Grécia Antiga, Aristóteles, cujo o modo de pensar e de formar conhecimento é devido a ele e suas reflexões.

Conforme as reflexões de Aristóteles, a educação tem o objetivo de fazer as pessoas a atingirem a virtude plena do conhecimento ou como ele afirmava a excelência moral. Esse conceito dispõe que a escolha dos atos praticados eram um habito construído no dia a dia pela própria pessoa e pela repetição desses atos.

c)      Emília Ferreiro (1936)

A argentina Emília Ferreira nasceu em 1936 e fez seu curso de doutorado sob as orientações de Jean Piaget, dando sequencia ao trabalho deste, explorando uma área que não tinha sido explorada por Piaget – a escrita.

Através dos seus estudos, Emília Ferreiro desenvolveu experiência com crianças que permitiram a criação da Psicogênese da Língua Escrita. Nos últimos 30 anos, essa profissional exerceu grande influencia sobre a abordagem educacional no Brasil, influenciando as normas governamentais brasileiras expressas através dos Parâmetros Nacionais de Educação.

Conforme os pensamentos e as descobertas cientificas, de Emília Ferreira, é considerado que as crianças possuem papel ativo em seu aprendizado, construindo o conhecimento (construtivismo).

d)     Jean Piaget (1896 – 1980)

O suíço Jean Piaget através de seus estudos sob o raciocino e conhecimento das crianças sob a visão da psicologia experimental, comprovou que o conhecimento é adquirido conforme as descobertas que a criança vai fazendo.

Em 1924, Piaget publicou o livro – A Linguagem e o Pensamento na Criança. E uma das grandes bases de conhecimento e observação foi o acompanhamento da infância dos seus filhos.

Piaget foi considerado o mais influente pensador sobre educação do século passado, sendo o grande nome da Pedagogia, se confundindo com a mesma, apesar de Piaget nunca ter exercido a área da pedagogia. Piaget era formado em biologia e se dedicou a estudar cientificamente o processo de obtenção do conhecimento por parte do ser humano, e de maneira especial as crianças. Uma das grandes descobertas e contribuições de Piaget para a pedagogia foi o desenvolvimento de estudos sobre o raciocínio lógico-matemático.

Os estudos e descobertas de Piaget acabaram tendo bastante impacto sobre a pedagogia, e mostrou que a transmissão e assimilação dos conhecimentos é algo limitado as condições da criança em absorver as informações. As ideias de Piaget fizeram surgir a corrente do aprendizado construído pela criança, que de acordo com os pensamentos de Piaget, que interage de maneira direta e constante para aprender.

e)      Paulo Freire (1921 – 1997)

O educador Paulo Freire procurou se posicionar com uma visão de oposição aos privilégios existentes em prol das classes dominantes, que procuram impedir o acesso da maioria desfavorecida a gozar dos bens produzidos pela riqueza da sociedade. Paulo Freire defendia que para ocorrer a mudança dessa situação através da educação, conscientização e politização das pessoas.

De acordo com Paulo Freire, a educação deve passar pela necessidade de aprender e reconhecer a identidade cultural, e o conteúdo deve estar inserido conforme esta identidade cultural, como forma de transformar o mundo.

Devido a seus conceitos, Paulo Freire atuou de forma importante na educação de jovens e adultos, desenvolvendo métodos de alfabetização que estavam de acordo com as suas ideais e a prática necessária para o aprendizado dos jovens e adultos.

Existem outros inúmeros pensadores que contribuíram de maneira importante para o desenvolvimento da educação em todo o planeta e em todos os estágios de vida do ser humano. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Arte
1.538

Função: Programação e SEO
Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG)
Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *