Origem da Biologia

A biologia é o ramo da ciência que estuda os seres vivos. Na verdade, trata-se do estudo da vida (bio = vida, logos = conhecimento). A biologia como estudo, desvinculada de seu nome científico existe como uma das ciências mais antigas. O Homem sempre se preocupou em entender os animais com os quais tinha que conviver, como também era predador e presa. Não só os animais, mas conceitos básicos de biologia serviram para que o Homem conseguisse dominar o sistema de cultivo de alguns vegetais e pode-se se fixar e dominar o ambiente, ao invés de ser dominado por ele.

O termo biologia foi utilizado pela primeira vez por volta dos anos 1800, em textos de Treviranus, Lamarck e Budarch, embora em 1766, a obra de Hanov já tenha cunhado o termo Biologia. Ela se firmou como disciplina e conhecimento científico na mesma época, devido à crescente preocupação do Homem com o meio ambiente, questões relativas ao homem e seu organismo, aos animais – cada vez mais com espécies descobertas – e com a própria evolução (Charles Darwin lançou o livro A Origem das Espécies em 1859). Vamos saber mais sobre a origem da Biologia?

Biologia é Vida

Tudo o que cerca o homem é dotado de vida, contudo, cada ser que existe em nosso planeta possui um ciclo de vida próprio e suas particularidades. O estudo da biologia foi motivado pelo desejo do homem de entender esses diferentes mecanismos de vida. Desde o período da pré-história o homem observa a vida que o cerca e busca maneiras de compreendê-la por meio da sua observação.

Os primeiros “conceitos” biológicos observados pelo homem foi que cada planta tem um período para nascer e morrer assim como algumas plantas fazem bem para o organismo e outras se mostram perigosas por serem venenosas. Conforme a história da humanidade avança mais foi se desenvolvendo a respeito da biologia. Os egípcios precisavam de muito conhecimento a respeito de plantas e óleos para embalsamar os seus mortos.

O Início do Estudo de Seres Vivos por Aristóteles

O homem sempre entendeu que poderia ter uma vida muito melhor se compreendesse os mecanismos da vida que o cerca. Na história podemos assinalar como o início de estudo organizado a respeito das mais diversas formas de vida o século IV a.C através de Aristóteles. Para se ter uma ideia os estudos dele foram usados durante séculos como base para novas pesquisas.

Uma das principais contribuições de Aristóteles para o estudo da biologia foi a divisão dos animais em animais com sangue e animais sem sangue. Em seu trabalho ele ainda observou as estruturas anatômicas desses seres encontrando analogias e diferenças. Já no trabalho de Aristóteles podemos observar uma descrição a respeito de adaptações evolutivas tanto em animais como em vegetais.

A Biologia na Idade Média

Nesse período tido como um momento sombrio da história a biologia encontrou terreno para se desenvolver enquanto ciência. Uma figura importante foi Alberto Magno que escreveu uma série de documentos com observações pertinentes a respeito de plantas e animais. O século XIV foi marcado pelo começo dos trabalhos de dissecação em cadáveres de seres humanos de maneira que se pudesse saber mais a respeito do funcionamento e estruturas do corpo. Durante essa época histórica os médicos islâmicos realizaram grande contribuição para o conhecimento da biologia.

O Microscópio

Uma das mais importantes invenções para o desenvolvimento da biologia foi o microscópio criado por Antony van Leeuwenhoek em 1650. Com esse equipamento os cientistas puderam fazer investigações científicas mais assertivas. A partir do uso desse equipamento Lineu pode em 1735 estabelecer um sistema taxonômico e de nomenclatura dos seres vivos que é usado até os dias atuais.

Essa classificação somente pode ser criada a partir da observação de semelhanças morfológicas que existem entre plantas e animais. Podemos observar que a biologia tem alguns momentos marcantes na história em que foram dados verdadeiros saltos rumo ao estabelecimento dessa ciência.

A Biologia Durante o Renascimento e o Início da Idade Moderna

Uma das mudanças mais importantes dessa época sobre o estudo da biologia foi a introdução do empirismo aos estudos biológicos em grande parte devido a descoberta de novas espécies. Os nomes de maior destaque dessa fase da história são William Harvey e Andreas Vesalius que são considerados como os pais da observação científica.

Século XIX e o Surgimento da Biologia como Campo Científico

Embora o homem tenha demonstrado interesse e realizado uma série de feitos com o objetivo de investigar a vida ao longo da história, a biologia, como campo de estudo científico foi estabelecida somente no século XIX. Contudo, devemos ressaltar que a origem dos estudos relativos ao conhecimento de biologia remontam a pré-história e deram base para o desenvolvimento de ciências como a medicina.

Zoologia e Botânica

Esses dois ramos da biologia foram adquirindo mais relevância durante o século XVIII e o século XIX de maneira que surgiram mais especialistas que realizavam trabalhos mais profissionais. Um dos destaques foi Lavoisier que realizou uma ponte entre os organismos vivos e a matéria inanimada por meio de conceitos da física e da química.

Biogeografia

Outro campo que se desenvolveu nesse período foi o da biogeografia que promove o intercâmbio de conhecimentos da biologia com outras ciências. O trabalho de Alexander von Humboldt investigou as relações entre os seres vivos com o ambiente físico em que vivem. Conceitos que nos ajudam a compreender a extinção de espécies, por exemplo.

Evolução das Espécies

No ano de 1809 Lamarck publicou um livro a respeito da evolução das espécies. Algumas décadas mais tarde, em 1859, foi a vez de Charles Darwin contribuir para mais um salto na história da biologia com a publicação de seu livro sobre a evolução das espécies. O conceito evolucionista ganhava mais corpo com o trabalho desses importantes cientistas. O livro de Darwin é aceito até os dias de hoje como explicação para o processo de evolução e adaptação das espécies.

Mendel e a Genética

Outro ramo muito importante da biologia é a genética e o grande responsável pela sua compreensão é Gregor Johan Mendel que realizou uma série de experiências com ervilhas que demonstrou o conceito de hereditariedade. Mendel entrou para a história como o “pai da genética”. Na escola os conceitos de herança genética são estudados com relativa facilidade graças ao trabalho de Mendel.

Watson e Crick

Esses cientistas também foram responsáveis por um grande salto no estudo da biologia. Fazendo uso de microscópio eletrônico (uma evolução essencial para o estudo da biologia) eles puderam identificar a dupla hélice de DNA assim como o código genético, pois conseguiram observar mais de perto as estruturas celulares que nem sequer eram conhecidas.

Trabalho em Conjunto

Uma das características mais importantes da biologia é ser um trabalho feito em conjunto, pois os cientistas de hoje ainda se baseiam no trabalho de cientistas do passado da mesma forma que cientistas do futuro usarão o trabalho dos cientistas atuais. Cada descoberta e avanço tecnológico propicia o impulso para que um novo salto seja dado rumo ao conhecimento sobre a vida.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Biologia
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *