Saúde da Mulher

A mulher guarda diversas particularidades em relação aos homens em especial no que diz respeito a sua saúde. Pensando nisso vamos falar um pouco mais a respeito da saúde feminina, algumas questões de tem crucial importância para elas. Aproveite para tirar algumas dúvidas pertinentes.

Doenças Femininas

Quando o assunto é a saúde da mulher é importante destacar o cuidado em relação a algumas doenças que atingem esse público. Saiba mais sobre as principais doenças que podem prejudicar a saúde da mulher.

Mioma

Os miomas que também podem ser chamados de fibromas consistem em tumores benignos que se formam no útero. Trata-se de uma desordem hormonal que acarreta o enovelamento das fibras dos músculos que acabam dessa maneira criando nódulos no órgão. Em geral estão localizados no trato genital e tem uma cor esbranquiçada. De consistência firme os miomas quase sempre se apresentam como múltiplos.

A doença atinge cerca de metade da população feminina com destaque para as mulheres negras. Alguns fatores podem representar riscos e propensão para o desenvolvimento do mioma como, por exemplo, a obesidade e não ter filhos. Em geral o fator principal que causa a doença é o estrogênio. Devido a isso é mais comum que os miomas apareçam no período máximo da reprodutibilidade feminina, quanto mais perto da menopausa menor é a incidência.

Sintomas

Em geral os miomas não acarretam em sintomas, contudo, se o tumor for grande, estiver presente em grande quantidade ou localizado num local crítico pode causar alguns sintomas como pressão feita na bexiga, sangramento anormal no útero, dor lombar, dor no abdômen, dificuldade para engravidar e dor pélvica com presença de hemorragia.

Síndrome do Ovário Policístico

Bastante conhecida por sua sigla, SOP, consiste num distúrbio endócrino que acarreta em alterações dos níveis hormonais e consequentemente surgem cistos nos ovários de maneira que eles aumentam de tamanho. Dentre as principais características que SOP tem estão a irregularidade da menstruação, a produção elevada do hormônio testosterona (hormônio masculino) além do aparecimento de micro cistos nos ovários. Os médicos ainda não chegaram a um consenso a respeito dos motivos para que a doença se manifeste.

O que se acredita é que a doença tenha uma origem em fatores genéticos. Alguns estudos apontam que pode existir ligação entre a ação de resistência da insulina no organismo com a SOP. Isso porque haveria um aumento do hormônio na corrente sanguínea gerando um desequilíbrio de hormônios. Trata-se de uma doença que atinge em torno de 7% das mulheres que estão em idade de reprodução.

Sintomas

O sintoma principal desse distúrbio é falta crônica de ovulação ou então a deficiência da mesma. Esse sinal junto com outros sintomas podem auxiliar no diagnóstico, dentre os sintomas estão atrasos na menstruação, o aumento do aparecimento de pelos nos seios, face e abdômen, acne e obesidade. Em alguns casos a SOP pode ainda ser um caminho para o surgimento de outras doenças como diabetes, problemas cardiovasculares, câncer do endométrio e ainda problemas de infertilidade.

Endometriose

Basicamente endometriose é ter endométrio (o tecido que faz o revestimento do interior do útero) fora da cavidade uterina, isto é, em outros órgãos. Pode acontecer desse tecido acabar nas trompas, bexiga, intestinos e ovários. Todo mês o endométrio vai se tornando mais espesso de maneira a facilitar que um óvulo fecundado possa ser implantado nele.

Se não ocorre a fecundação o endométrio que ficou mais espesso começa a descamar e então é expelido por meio do processo de menstruação. Contudo, tem casos em que parte desse sangue acaba indo para o sentido oposto e assim acaba chegando aos ovários ou ainda na cavidade abdominal de maneira a acarretar numa lesão endometriótica. Os médicos não conhecem as causas do problema, contudo, sabem que um paciente que tem histórico familiar como mãe ou irmã com o problema tem grandes chances de ter a doença.

A endometriose é uma doença que se apresenta desde a primeira menstruação e pode durar até a última. É comum que o diagnóstico seja feito somente quando a paciente tem em torno de 30 anos de idade. Atualmente, a doença atinge cerca de seis milhões de mulheres no Brasil sendo que dentre elas de 10% a 15% se encontram em idade reprodutiva.

Sintomas

Dentre os sintomas que mais se destacam na endometriose estão a dor e a infertilidade. Cerca de 20% das mulheres acometidas pela doença apresentam somente a dor enquanto que 60% tem além da dor a infertilidade. Em 20% dos casos a infertilidade se manifesta sozinha. Algumas mulheres sofrem com dores muito fortes enquanto que outras não sentem dores.

Dentre os sintomas mais comuns estão cólicas menstruais muito fortes e dores durante o processo de menstruação; dores pré-menstruais; sensação de fadiga crônica bem como exaustão. Sensação de dores durante a prática de relações sexuais, sangramento muito intenso durante a menstruação, dificuldades para engravidar entre outros.

Infecção Urinária

Uma doença que consiste na presença anormal de micro-organismos em alguma parte do trato urinário. É possível que algumas pessoas – em particular mulheres – tenham a presença de bactérias em seu trato urinário sem necessariamente desenvolver a infecção. Isso se deve as conhecidas bacteriúria que são bactérias assintomáticas.

As causas principais desse tipo de infecção são a prática de relação sexual e o aparecimento de bactérias do trato gastrointestinal que acabam se deslocando através da região perineal até alcançar a bexiga. É raro, mas pode acontecer também através de via hematogênica, pela circulação sanguínea. Uma doença que pode ser de dois tipos: cistite e pielonefrite.

A primeira afeta a bexiga e a última afeta o rim apresentando sintomas mais graves. Essa doença tem incidência entre 80% a 90% das mulheres em especial aquelas que estão em idade reprodutiva e aquelas que estão na menopausa. Isso se deve a queda do estrogênio e de micro-organismos que fazem a proteção da área íntima.

Sintomas

A infecção urinária tem como sintomas principais a sensação de ardor na uretra enquanto urina (disúria), aumento da quantidade de vezes que urina (pode chegar a sete vezes por dia), sensação de que a bexiga não foi completamente esvaziada, presença de sangue na urina e mudanças do aspecto físico da urina.

Saúde

Quando se trata de saúde, é preciso que nos tornemos multiplicadores de informações a fim de que nossos semelhantes tenham uma vida melhor e com melhor qualidade. Assim, nas próximas linhas vamos abordar de forma resumida uma preocupação inquietante de tantas mulheres: a menstruação! Para tanto, vamos nos ater a um único tópico neste artigo: Qual o motivo da diferença de tempo de menstruação entre uma mulher e outra, fazendo com que algumas menstruem por um número reduzido de dias enquanto que outras ficam menstruadas por um longo período? Existe um tempo considerado normal? Qual é?

De acordo com especialistas, como tudo no corpo feminino, também a menstruação é uma característica individual. Em pesquisas de campo, no entanto, o tempo médio menstrual varia entre três e cinco dias. No entanto, mulheres com tumores ou pólipo (um tipo de carne esponjosa localizada no útero) podem ter um sangramento mais intenso.

Outro fator que causa interferência, provocando hemorragias é a presença de qualquer problema de coagulação. Por essa razão é de suma importância que se façam estudos sobre o estado do sistema de coagulação naquelas mulheres que, apesar de jovens, tenham um fluxo sangüíneo mais abundante. Dentre possíveis flagelos que possam causar sangramento intenso está o câncer de útero. Também mulheres que façam uso do DIU têm maior sangramento e sua menstruação tem um período mais prolongado. As pílulas anticoncepcionais, por sua vez, interferem no período menstrual, reduzindo-o.

Por Carlos Alberto Bächtold – Foz do Iguaçu, PR.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Biologia
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *