Como Funcionam os Antibióticos

Um dos tipos de remédios mais populares é o Antibiótico. Porém, é curioso perceber que mesmo que tantas pessoas acreditem que ele é a solução de tantas doenças, algumas não sabem ao certo como ele funciona no organismo. Se o funcionamento dos Antibióticos ainda é um mistério para você, aproveite para ficar sabendo mais agora.

O Que São Antibióticos?

Antes de esclarecermos como funcionam os Antibióticos, é importante saber exatamente o que são esses remédios tão utilizados. Podemos definí-los como remédios que servem para anular ou inibir o crescimento do número de bactérias no organismo.

Um dado muito importante de destacar é que os antibióticos não são eficientes contra vírus, ou seja, doenças como gripes não podem ser tratadas com os medicamentos. Pode parece óbvio, mas é importante ressaltar esse fato, pois a popularidade da fama desses medicamentos acaba por torná-los presentes em diversos tratamentos realizados por pessoas sem esclarecimento.

O primeiro Antibiótico a ser descoberto foi a Penicilina, por Alexander Fleming, em 1928. Depois dessa descoberta, foram realizados diversos estudos, que tiveram como resultado o aparecimento de diversos outros tipos de Antibióticos.

Basicamente, podemos dividir esses medicamentos em dois grandes grupos, que são os de Antibióticos com estreito espectro de ação e Antibióticos com largo espectro de ação. Saiba mais sobre os dois tipos.

Antibióticos Com Estreito Espectro de Ação

Esse tipo de Antibiótico é utilizado para combater bactérias específicas, nesses casos, a bactéria que causa a doença é conhecida. A vantagem de utilizar esse tipo de Antibiótico é que ele possui um poder de fogo menor contra as bactérias comensais e saprófitas (elas são protetoras ou inofensivas do organismo).

Dessa forma, esse tipo de antibiótico é menos agressivo, e apenas combate a bactéria que está causando a doença.

Antibióticos Com Largo Espectro de Ação

Esse tipo de antibiótico tem uma ação muito forte e combate um número maior de bactérias. Eles são muito utilizados quando não se conhece a bactéria que está causando a doença. A grande desvantagem de usar esse tipo de antibiótico é que eles acabam eliminando bactérias saudáveis para o organismo.

Além disso, eles podem causar alguns efeitos colaterais desagradáveis, como dores, diarreias, alergias e dores de estômago.

Como Funcionam Os Antibióticos?

Agora que já temos uma ideia mais clara do que são os antibióticos e quais são as suas funções no organismo, podemos finalmente chegar a explicação de como eles funcionam.

O Começo

Precisamos tomar antibióticos quando o nosso organismo é infectado por bactérias. Geralmente, o nosso organismo tem contato com esses seres unicelulares, porém, em alguns casos elas começam a se reproduzir e o organismo sozinho não é capaz de eliminá-las.

Dessa forma, é necessário que o médico recomende um antibiótico eficiente para a eliminação dessa bactéria. Como já explicamos acima, quando se conhece a bactéria em questão é recomendada uma versão de pequeno espectro. No entanto, quando não se conhece a bactéria, é necessário utilizar uma versão de espectro maior.

As bactérias que se reproduzem em nosso organismo acabam gerando doenças, e para acabar com essas doenças é que tomamos os remédios. Basicamente, deve-se matar as bactérias para poder se livrar da doença.

Por Que as Bactérias Fazem Mal?

Um parêntese interessante a respeito desse assunto é entender porque as bactérias fazem mal ao nosso organismo. Em primeiro lugar, é importante ressaltar que nem todas as bactérias nos fazem mal. Aquelas que causam doença fazem isso pela produção de compostos químicos, que danificam ou mesmo debilitam partes do nosso corpo.

Um bom exemplo para ilustrar é a Otite (doença inflamatória que acontece nos ouvidos). Uma Otite Média representa uma doença em que as bactérias já tomaram conta do organismo. Em vão, o corpo tenta por si mesmo se proteger e eliminar essas bactérias.

A inflamação do ouvido seria um tipo de resposta do organismo, mas essa reação se mostra falha, uma vez que somente nos prejudica. A solução para essa situação é tomar antibióticos para que se possa eliminar as bactérias e também a inflamação do ouvido.

Por que Os Antibióticos?

A resposta para essa pergunta está na ponta da língua de muitas pessoas “Ora, porque matam as bactérias”. Obviamente isso está certo, mas muito além disso os antibióticos são bastante indicados  para os tratamentos desse tipo de doença, pelo fato de não afetarem as células do nosso organismo. Assim nos livramos das bactérias sem causar mal ao nosso organismo.

Poderíamos descrever os antibióticos como um tipo de veneno seletivo que somente faz mal para as bactérias. Cada antibiótico atua de uma forma diferente no tratamento de um determinado tipo de bactérias. Pode ser que o remédio em questão apenas iniba a produção de glicose da célula, ou então não deixe a bactéria construir a sua parede celular. Nesses casos, a bactéria acaba morrendo ao invés de se reproduzir.

A Função dos Antibióticos

Quando o sistema imunológico humano é afetado por uma doença de origem bacteriana, ele necessita da ação dos antibióticos. O nosso organismo pode não ter uma resposta rápida o suficiente, e com isso deixa que as bactérias se reproduzam.

A função do antibiótico é agir exatamente impedindo que essa reprodução aconteça através da provocação da morte das bactérias que estão no organismo. Como já dissemos, a ação de cada tipo de remédio desse gênero é diferente.

Antibióticos Que Não Funcionam

Ao longo desse artigo, ressaltamos como os antibióticos são remédios bastante populares e que têm um conceito bastante forte perante as pessoas. Dessa forma, durante muito tempo esses remédios foram sendo consumidos de forma indiscriminada para doenças que talvez nem necessitassem deles.

As bactérias que foram constantemente atacadas pelo mesmo tipo de antibiótico, passaram a ficar mais resistentes a eles. Como todos os seres da natureza, as bactérias demonstraram que têm a capacidade de se adaptar para viver mais. Por isso, podemos dizer que, infelizmente, existem antibióticos que não funcionam em alguns casos. Porém, tudo depende da resistência das bactérias e também do organismo da pessoa em questão.

O mais importante é ter o acompanhamento de um médico, pois ele poderá lhe aconselhar sobre quais são os melhores remédios. O médico também poderá perceber se a evolução da eliminação das bactérias está caminhando como deveria.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Ciências
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *