Conquista do Império Asteca

Você sabe o que foi a conquista do Império Asteca? Não? Então, vamos começar explicando do que se trata. A Conquista do Império Asteca foi um grande passo, um marco, para o início da ideia de colonização espanhola na América. O fato histórico aconteceu no ano de 1519 e só terminou em 1521, quando o Império Asteca foi derrotado.

Veja A Sequência dos Fatos!

A primeira parte da conquista do Império Asteca foi em 1511, quando o governador Diogo Velasquez junto com o tabelião Hernán Cortés conquistou Cuba. No momento da conquista, Cortés ganhou como recompensa de ter participado da conquista, muitas grandes propriedades e acabou se instalando no país, onde com o passar do tempo foi fazendo fortuna. Ele foi indicado pelo governador Diogo Velasquez e para fazer uma expedição, vendeu todas as terras que tinha ganho e financiou a própria viagem com o dinheiro que conseguiu da venda das mesmas.

Um Pouco Sobre A Cultura dos Astecas

O povo asteca, que era a maioria naquela região, acreditava, com base nos mitos, aconteceria a volta de Quetzalcóatl no ano que era chamado de Ce- Acatl. O referido calendário era dividido em períodos ou ciclos com duração de 52 anos cada um deles. A cada 52 anos se formava o que era chamado de Ce-Acatl e o ano de 1519, caía exatamente em um desses anos considerados pelo calendário asteca.

Por isso, quando os espanhóis chegaram naquelas terras para conquistá-la, os astecas que viviam lá pensavam que eles eram emissários mandados por deuses. Essa conclusão foi feita por estudiosos ortodoxos. Acreditando que os conquistadores eram enviados de Deus, o povo asteca não resistiu o avanço. Foi então, que Cortés mandou uma carta para Espanha endereçada ao então rei, Carlos V, contando do progresso da invasão, mas omitindo a falta de resistência do povo que vivia naquelas terras.

Os Estudos Sobre A Conquista do Império Asteca e Suas Contradições

Se os estudos sobre a conquista do Império Asteca julgavam que teria sido tudo fácil para os espanhóis por causa da crença daquele povo, que via neles não um inimigo, mas sim, enviados de Deus, o mesmo não acontece com os mais modernos. Recentes estudos, questionam a versão e o modo como ela foi interpretada.

Nomes importantes de estudiosos que se dedicam a estudar sobre os astecas, como o professor da Universidade de Oklahoma, Ross Hassing, diz que o Quetzalcóatl se tratava na verdade de uma ordem religiosa de sacerdotes. Antes dela, teria existido a tolteca. Essa ordem, segundo esses estudos mais modernos, tinha como líder Ce Acatl Topiltzin Quetzalcoatl, que era muito famoso pelo exílio no México, mais precisamente na parte oriental, que atualmente é o Iucatã. Toda essa história leva a crer os estudiosos mais modernos, que quando os espanhóis chegaram em território do povo asteca, eles teriam pensado que o povo que invadia sua terra fazia parte dessa linha, a da ordem de Quetzalcoatl e por isso, mereciam ser tratados com diplomacia.

O fato é que a história da Conquista do Império Asteca tem várias versões e contradições, de acordo com o tipo de estudo que foi feita. Digamos, que alguns fatores, aumentam ainda mais a confusão,c omo por exemplo a existência da língua nahuatl. Essa linguagem dos astecas possui uma série de termos polidos e humildes, que eram usados principalmente na recepção de convidados. Toda vez que chegava um embaixador de outro país nas terras, ele era tratado como reverência e convidado para ir até Tenochtitlan, a capital. Nesta localidade, os estrangeiros eram tratados com honras parecidas aquelas dispensadas a pessoas da alta diplomacia.

Voltando a entrada dos espanhóis em território asteca, de acordo com os estudos modernos, ficou evidente que os invasores não tinham nada a ver com a linhagem de sacerdotes denominada Quetzalcóatl. Na primeira versão, os astecas também teriam percebido que os invasores espanhóis não eram enviados por Deus e foi então, que os conflitos começaram.

As Batalhas Entre Espanhóis e Astecas

Uma vez que o povo asteca constatou que os espanhóis não eram amigos e sim, estavam ali para dominar as suas terras, o povo asteca partiu para luta. A maior batalha entre os dois lados aconteceu no ano de 1519. As forças espanholas perderam esse combate e foram obrigadas a deixar o império asteca. Porém, eles foram para o Vale do México para se reorganizar e fazer novo ataque.  E foi o que aconteceu oito meses depois. Os espanhóis voltaram a atacar e dessa vez com um exército muito maior, ainda contando com um grupo de aliados.  Do outro lado, os astecas, estavam em número menor, porque uma boa parte da população tinha morrido vítima da varíola, uma doença trazida pelo povo espanhol na primeira invasão. A perda de uma parte da população asteca e um exército mais forte do lado espanhol fez com que a batalha fosse ganha pela Espanha. Tenochtitlan, que era a capital, acabou sendo sitiada e em 1521, os astecas perdiam a batalha para os espanhóis.

O que não quer dizer que a batalha foi fácil para os espanhóis, mesmo com índio aliados, canhões, armas de metal e cavalos, e do outro lado, um exército com poucas pessoas, eles precisaram de 7 meses para conseguir dominar os astecas. Por isso, a Conquista do Império Asteca entrou para história com um dos “mais longos cercos continuados” da História do Mundo.

Veja Quais Foram Os 3 Principais Fatores Que Levaram Os Espanhóis A Vitória !

Segundo os historiadores foram 2, os motivos principais que fizeram com que a Espanha saísse vencedora dessa guerra contra o povo asteca.

  • Para começar o exército espanhol estava muito mais bem armado, uma vez que tinha em mãos armas de tecnologia  militar avançada em relação as que tinham os astecas. Os espanhóis tinham armas de ferro e de fogo, bestas e também armas de aço e cavalos.
  • Na primeira tentativa de invasão, os espanhóis levaram com eles muitas doenças que não comuns ao povo asteca, acabou matando muitos deles, a pior delas foi a varíola, causando graves pandemias.
  • Os espanhóis ainda contaram com uma outra ajuda, eles transformaram muitas pessoas que viviam sob o domínio do povo asteca em seus aliados. Esses povos apoiaram os espanhóis vendo neles a esperança de liberdade do Império Asteca. O que teve maior número de pessoas do lado da Espanha foi o tlaxcaltecas.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *