Netuno na Mitologia Grega e Posseidon na Mitologia Romana

Netuno, um dos principais deuses do Olimpo, era o senhor do mar, dos rios e das fontes, conhecido também como Posseidon, dentro da mitologia romana. Conhecido pelas sua personalidade forte e violenta. Na mitologia grega, é frequente observar o deus em contraponto contra outros personagens do panteão clássico da Grécia. Serviu como inspiração para a criação da cidade italiana de Florença.

Poseidon

Poseidon

Origem

.

Filho de Cronos (Saturno) com Cibele (Rea). Foi escondido pela mãe no nascimento, em Arcádia. Ela mentiu ao pai, dizendo que havia dado à luz a um potro, que foi devorado por ele. Tinha como irmãos Hera, Ades e Zeus.

Assim como os seus irmãos, Poseidon foi engolido pelo rei Cronos assim que nasceu. O quarto filho de Cronos, conhecido por Zeus, foi escondido por Reia em uma parte isolada da Ilha e Creta. Após ficar crescer, o irmão caçula obrigou com que seu pai regurgitasse a vida dos irmãos que foram consumidos.

Poseidon foi criado entre os demônios de Rodes, fator que auxiliou na formação da sua personalidade marcante e por vezes cruel contra os inimigos. Ao atingir a maioridade, se apaixonou por Hália, com quem teve seis filhos.

Originário de Creta, assim como atesta o conto do mito do Minotauro. Após ser desafiado por Teseu, não permitiu a felicidade do herói que mantou a fera em fugir com Ariadne pelo mar, a sua casa. Dionísio se casou com a princesa cretense por causa da vontade dos deuses representada na presenta de Netuno.

Em algumas regiões era temido por ser medido também por ser o senhor dos trovões e do terremoto. A população grega tinha medo com que o céu tombasse sobre suas cabeças em consequência dos castigos de Netuno.

Características Estéticas

Netuno era considerado o rei supremo dos gregos e habitava um palácio construído totalmente em ouro no fundo do mar, andando por seus domínios em uma carruagem também confeccionada em ouro, com sua marca inconfundível: Um tridente de três pontas que sempre trazia à mão, que lhe conferia poderes de provocar terremotos ou raios na terra.

Desempenho na Mitologia: A Ira de Netuno

Em termos gerais a principal disputa do deus Netuno aconteceu contra Atenas no intuito de saber se seria o padroeiro oficial de Atenas, palco oficial dos principais intelectuais do auge da civilização grega antiga. Na região, as mulheres possuem o direto de voto na época do reinado de Cécrope I.

Quando o rei fundou a cidade, surgira uma fonte de água (Minerva) e uma oliveira (Netuno). Confuso, Cécrope I pergunta ao sábio, conhecido pelo nome de Delfos, o que este fato significava de acordo com as interpretações dos oráculos. A resposta causou temores em todos, visto que cada parte representava um dos deuses, sendo necessário escolher entre os cidadãos o representante do local.

Como era de se esperar, as mulheres votaram em Minerva enquanto que os homens escolheram Poseidon. No resultado final, a candidata feminina venceu por um voto, fator que provocou a ira de Netuno.

A cidade foi atacada por sequencia de ondas gigantes junto com trovões que destruíam casas e danificava grandes construções. Após uma enorme confusão apaziguada por grande parte dos deuses, as mulheres ficaram submetidas a diversos castigos. De certa forma, esta representava a explicação dada pelos governantes atenienses para vetar o voto feminino, cultura que se proliferou por todo território grego.

Além do veto ao voto, Netuno ainda promulgou que nenhum filho pertenceria ou teria o nome das mães, sendo que estas não poderiam jamais ser consideradas atenienses, isto é, medidas como cidadãos perante a sociedade. Neste sentido, a fúria de Poseidon está relacionada com a perda dos direitos às mulheres na cultura greco-romana.

ILÍADA e Poseidon

.

A obra Ilíada, feita por Homero, que retrata acontecimentos existentes antes da explosão da Guerra de Tróia, coloca Poseidon como deus das tempestades capaz de desmoronar costas e provocar nascentes com o poder do seu tridente mágico.

Dono da ilha Atlântida, Poseidon utilizava os terremotos para exercer a sua vingança. Quem cooperava com as suas vontades ganhava em troca um aliado supremo com caráter cooperativo.

Teve papel fundamental no auxílio aos gregos para vencer a Guerra de Tróia. Por outro lado, passou anos se vingando de forma direta de Odisseu, que feriu o olho de uma das crias dos ciclopes criados pelo deus grego.

Netuno estava presente na maioria das orações feitas pelos navegantes que rezavam em busca de ventos favoráveis e segurança nas viagens. Porém, o seu humor variável fazia com que cada viagem fosse incerta. Os sacrifícios mais tradicionais designados ao deus eram os afogamentos de cavalos.

Imagem de Amostra do You Tube

A maioria dos trabalhados feitos pelos pensadores clássicos da Grécia Antiga aponta que Poseidon não foi um deus que conquistou sucesso nas suas diversas aventuras, ao contrário dos seus irmãos Zeus e Hades, todos conhecidos pela personalidade perversa que representa a própria herança de Cronos. Causou-se com a filha de Oceano e Tétis, Anfitrite, com quem teve seu filho principal, Tritão, senhor do abismo oceânico.

A trajetória de Netuno possui pouco nível de equilíbrio. Nunca se sabe quando o caminho indicado está correto ou faz parte de alguma armadilha do destino. A influência negativa de Poseidon representa o mesmo que entrar em algum barco sem direção, leme ou bússola.

O combate simbólico acontece com frequência entre vítima e salvador, duas peculiaridades de Netuno.

Outros Nomes: Ποσειδῶν, Poseidon, Poseidō, Possêidon, Posidão, Eptuno, Netuno ou Neptuno.

Caminhos de Netuno no Mapa Astral

Netuno

Netuno

O limite não está presente dentro das personalidades influenciadas por netuno. Quem tem a sua presença dentro do mapa astral deve viver sempre com algum ar de fantasia e ilusão, idealizando a imagem de perfeição no mundo. Algumas vezes se esquece de que somos seres humanos e estamos suscetíveis a erros por causa da capacidade ilimitada de seres imperfeitos.

Quem tem a energia de Netuno de forma positiva tem a sensação de estar com os olhos abertos e respiração imprecisa dentro dos rios e mares. Quando se vê, é quase impossível enxergar o caminho que está pela frente. A influência de Poseidon faz o ser humano ser crédulo até a ingenuidade.

Por Renato Duarte Plantier

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>