O Conceito de Etnicidade

Hoje em dia o Ser Humano utiliza o termo Etnia e raça como sinônimos. Para um melhor entendimento, raça refere-se às características fenotípicas em padrão de determinado grupo e etnia refere-se à todas as características culturais desenvolvidas por aquela comunidade ao longo do tempo.

Existem diversos estudos dentro das Ciências Sociais relacionados a grupos humanos diferentes. A Etnicidade tem também deixado estudiosos das Ciências Sociais com muitas reflexões. A concepção de etnicidade perpassa as fronteiras da definição para culturas específicas e pode ser aplicada de acordo com as características singulares de cada cultura, portanto o próprio termo possui delineadores como mecanismo de diferenciação. Há também definições que relacionam a Etnicidade como caráter ou qualidade do grupo étnico. Também há uma definição weberiana que diz que o conceito de etnicidade está atrelado à origem comunitária, ou seja, constitui como um laço comum à etnicidade a origem dos grupos étnicos. O teólogo Karl Barth com seu conceito de etnicidade diz que é uma forma de organização social, onde o que realmente classifica as pessoas em sua categorização social é função de sua origem, e sua origem é validada por interações sociais e pela ativação dos chamados signos culturais, os quais são socialmente diferenciadores.


Outro conceito para etnicidade pode ser entendido como: Uma etnicidade relacional, pois durante os tempos ela está sempre em construção, ou seja, é construída juntamente com o passar da sociedade e relacionada com o contexto das relações e conflitos intergrupais.

Então, como já vimos, o grupo étnico ao qual o ser humano pertence é somente uma forma de classifica-lo, existem outras classificações onde a dinâmica do ser humano com o ambiente, com sua linguagem, com os costumes e religião são também fatores influenciadores para a construção da identidade social do mesmo. Por exemplo, atrelar o conceito de etnicidade com as qualidades de um ser humano se baseando somente em um conceito de raças nos permite agrupá-los em um conjunto:

Raça negra, branca ou caucasiana, indiana, árabe, indígena, latino-americana por exemplo. Outro exemplo também que se enquadra na dinamicidade do conceito de etnicidade está a língua falada. A autoconsciência cultural e social de um grupo que não necessariamente derivam de uma origem em comum também conceitua a Etnicidade. A definição da natureza e as relações étnicas, a percepção dos indivíduos ao redor como funções e papeis sociais, no seu grupo e fora dele também entra como adicional, contribuindo para o conceito de etnicidade.

Para fechar o raciocínio, a etnicidade constitui então de um agregado de fatores que a constrói como termo. Um processo contínuo de passagem de informações por gerações, passagem de cultura a partir de uma configuração social. Há também pessoas que se identificam socialmente de acordo com sua etnicidade e aceitam isso como fator diferenciador de raças. A manutenção da cultura, com tradições, comemorações e festejos que refletem a cultura daquela comunidade também ajuda a diferenciação dos grupos sociais e ajuda a diferenciar mais ainda o conceito de identidade visual atrelado à etnicidade. Cabe lembrar que o mundo é composto pela Raça Humana e o conceito de raça que é ligado à etnia é puramente um conceito social.


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *