O Curupira

O curupira é uma figura presente no folclore brasileiro representado como um anão de cabelos e olhos vermelhos cuja principal característica é ter os pés virados para trás. Este atributo lhe ajuda a pregar sua peça predileta: fazer com que caçadores sigam seus rastros que não levam a lugar algum.

A lenda diz que o Curupira é uma entidade protetora das florestas e de seus habitantes espantando os caçadores que não respeitam o meio ambiente e caçam apenas pelo prazer de matar ou que não respeitam o período de procriação ou amamentação dos animais. O curupira protege a floresta também contra lenhadores que a desmatam. Para assustar os caçadores e lenhadores o Curupira pode soltar assobios altos e agudos.

Como Teve Origem a Lenda do Curupira?

Não há um consenso de quando a lenda do Curupira teve origem, contudo, há um registro que data do século XVI em que o padre jesuíta espanhol José de Anchieta (1534-1597) define esse personagem como sendo uma manifestação demoníaco. Nessa época índios e bandeirantes viviam atemorizados pela figura de cabelos vermelhos das matas.

O Curupira era considerado uma entidade do mal que sequestrava crianças, cometia abusos sexuais, açoitava e assassinava pessoas na floresta, causava intenso terror psicológico entre outros males. Os adultos tinham muito medo do personagem porque acreditavam que ele tinha o poder de enfeitiçar as crianças raptando-as. Havia inclusive uma lenda a parte que dizia que o menino de pés virados levava as crianças para longe dos pais durante sete anos devolvendo-as muito diferentes.

O Terror das Noites

Durante muito tempo as noites brasileiras foram sombrias para índios e bandeirantes que tentavam escapar do mal causado pelo Curupira. Ficar sozinho a noite na floresta ou próxima a ela era motivo para um medo intenso, pois era possível cair numa armadilha do personagem.

Conhecendo Melhor o Curupira

O menino que não gosta de caçadores e lenhadores é também conhecido por ser trapaceiro usando truques como assobios e falsos sinais. O objetivo dos sinais enganosos é tirar as vítimas de sua trilha podendo assim lhes fazer mal. Há diversas histórias de pessoas que simplesmente esqueceram o caminho que fizeram dentro da floresta e caçadores que sumiram sem deixar rastro. Por não gostar de lugares muito povoados o Curupira vive em floretas, porém, mesmo não sendo muito sociável ele não dispensa uma boa pinga e um bom fumo.

Como Escapar do Curupira?

Se você algum dia se deparar com o Curupira deve estar preparado para enganá-lo e fugir. O ponto fraco do personagem folclórico é a sua intensa curiosidade, sendo assim o truque para despistá-lo é fazer um novelo de cipó tendo o cuidado de deixar a ponta bem escondida. Enquanto o menino se entretém procurando a ponta a vítima foge. Outro truque é se valer dos vícios do Curupira, alguns caçadores e lenhadores só entram na floresta se tiverem fumo e pinga para lhe oferecer como um gesto de amizade.

Curupira ou Caipora?

Muitas pessoas se confundem achando que caipora é um sinônimo de Curupira, porém, mesmo que ambos possuam funções parecidas e os mesmos gostos pendendo para o fumo e bebida eles não são o mesmo personagem. Os dois nomes tem sua origem na língua tupi guarani sendo que Curupira significa ‘corpo de menino’ enquanto Caipora se refere a ‘habitante do mato’.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *