O Papel dos Jogos de Tabuleiro na Aprendizagem

O que seu filho mais quer e precisa é estar com você sem nenhum objetivo em mente além da alegria de passar o tempo junto. Nada fortalece a autoestima como as atividades em conjuntos! Então por que não tirar um velho jogo de tabuleiro à noite? Jogar é uma maneira fácil e excelente para passar o tempo sem pressa. Como um bônus adicional, jogos de tabuleiro também são ricos em oportunidades de aprendizagem. Eles satisfazem impulsos competitivos do seu filho e o desejo de dominar novas habilidades e conceitos, tais como: 

01-Reconhecimento de número e forma, agrupamento e contagem;

02-Reconhecimento da letra e da leitura;

03-Percepção visual e reconhecimento de cores;

04-Coordenação e destreza manual.

Academia e Educação!

Jogos não precisam ser acadêmicos para ter teor educativo. Apenas em virtude de jogar, games de tabuleiro podem ensinar importantes habilidades sociais, tais como a comunicação verbal, a partilha e o desfrutar da interação. Podem promover a capacidade de se concentrar e alongar atenção do filho, incentivando a realização de um jogo agradável.

Nunca Desistir!

Jogos de tabuleiro, mesmo simples, como rampas e escadas, oferecem meta-mensagens e habilidades para a vida: A sorte pode mudar em um instante, para melhor ou pior. A mensagem inerente de jogos de tabuleiro é: Nunca desista.

Jogos de tabuleiro têm limites distintos. A vida acontece em sociedade complexa, às crianças que precisam de limitações claras para sentir segurança. Por circunscrever o campo de jogo – tanto como quadras de tênis e campos de futebol – games de tabuleiro podem ajudar seu filho a tecer seu lado selvagem e errático em uma personalidade organizada, madura e aceitável no campo social.

Afinal, permanecer dentro dos limites (não se intrometa no espaço dos outros, por exemplo) é fundamental para levar uma vida social e acadêmica de sucesso.  Procure jogar a sério, por isso é importante ajudar a guiar através do concurso. Quando uma peça do jogo cai para um nível mais baixo, as crianças se sentem tristes.

Necessário equilibrar o prazer do filho em jogar o jogo com a sua capacidade limitada de controlar a frustração e lidar com a ideia de perder. Durante três, quatro e até cinco anos de idade a vitória é fundamental para o sentimento de mestria. Por volta dos seis anos às crianças devem começar a internalizar as regras do fair play, ou seja, aceitar a perder sem contestar regras. 

Cuidado Com a Idade: Tabuleiro e Aprendizagem

Escolha o jogo certo para cada idade. Embora no longo prazo seja preciso ensinar valores, ética, habilidades acadêmicas e a importância das regras, nos primeiros anos, os principais objetivos são ajudar o filho a se tornar autoconfiante e ambicioso, desenvolvendo o gosto de brincar com os outros. Se estiver jogando com mais de uma criança, divida a família em equipes e forneça a cada jogador.

Uma criança mais jovem pode ser responsável por lançar os dados e a outra criança com o trabalho de triagem do dinheiro Monopólio ou Banco Imobiliário. Pequeninos com idade de cinco anos possuem habilidades de pensamento sofisticado e pode começar a incorporar e exercer o número, letra e palavra em jogos baseados na alfabetização. Por volta dos seis anos, às crianças podem preferir games desafiadores, como damas, que ajudam a desenvolver o planejamento, estratégia, persistência e habilidades de pensamento crítico. Aqui estão algumas escolhas de jogo favorito para jovens entre cinco e seis anos de idade. 

Scrabble Júnior (Milton Bradley): Educativo e desafiador. Usando grandes pedras com letras amarelas, os jogadores coincidem com letras às palavras já escritas em um lado da placa. O verso tem uma rede aberta na qual as crianças mais velhas podem criar as suas próprias palavras. Destaques de aprendizagem: Desenvolve competências linguísticas.

Boggle Júnior (Parker Brothers): O prelúdio para Boggle – um dos melhores jogos de aprendizagem para as crianças mais velhas – é Júnior Boggle, no qual os jogadores vinculam fotos para letras e palavras. O jogo vem com cubos da letra de seis lados e inúmeros cartões de imagem que têm o nome do objeto escrito abaixo. Jogadores colocam um cartão em uma bandeja azul e usam letras de cubos para copiar a ortografia do item. As crianças mais velhas podem esconder as palavras escritas e soletrar usando apenas a imagem. Destaques de aprendizagem: Ensina letras, palavras, ortografia e habilidades correspondentes. 

Zingo: Tipo de bingo que se baseia na capacidade de um jogador para detectar fotos (de um cão, por exemplo, ou o sol) e combinar de forma rápida para as palavras e imagens em seu cartão de jogo. Como no Bingo, o primeiro a terminar uma linha completa ganha. Incentiva a correspondência, as habilidades e raciocínio rápido.

Monopólio Júnior: Os jogadores rolam dados para mover ao redor do tabuleiro do jogo e compra imóveis. O game é mais curto e usa denominações do dólar menores para que as crianças possam descobrir, com ganhos e penalidades. Aprendizagem: Desenvolve matemática, reconhecimento de cores, leitura, raciocínio e habilidades sociais.

Labirinto Júnior (Ravensburger): Cada jogador recebe uma peça grande e fácil em forma de fantasma, que se move através de um labirinto extra grande na tentativa de chegar ao tesouro. Enquanto o caminho pode aparecer em linha reta, as paredes se movem e mudam, assim que começar o desafio. Este jogo fornece a ideia da impermanência e mudança, uma vez que um caminho foi aberto apenas um momento atrás e de repente pode ser fechado e vice-versa. Os jogadores têm que descobrir o que fazer quando as circunstâncias mudam de modo inesperado – uma habilidade boa para aprender na vida. Destaques de Aprendizagem: Ensina relações espaciais e se baseia em alguma destreza manual.

Não é necessário ser especialista em pedagogia para saber que jogos não precisam ser acadêmicos para ser educativo. Apenas em virtude de jogar, games de tabuleiro podem ensinar importantes habilidades sociais, tais como a comunicação verbal, a partilha e o desfrutar da interação. Jogos de tabuleiro podem promover a capacidade de se concentrar e alongar atenção do filho, incentivando a realização de um jogo agradável. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades · Ensino
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *