O Que São Trovadores?

No período medieval existiu um regime literário em Portugal, nossa pátria mãe, que era denominado de Trovadorismo. E nessa época existiam artistas nobres que criavam poesias e as cantavam. Esses artistas eram os chamados trovadores, isto é, eram pessoas que faziam composições poéticas e colocavam melodias.

No entanto, a denominação de trovador só era dada aos escritores e compositores que possuíam origem nobre. Os compositores de origem pobre recebiam o nome de Jogral, e isso refletia bem a cultura da época, onde existia a separação de classes.

Trovadores

Trovadores

De uma forma geral os trovadores eram homens, no entanto existiram trovadoras (mulheres que faziam suas composições cantadas) que eram também de origem nobre. No caso das mulheres que tinham origem pobre, e fizeram composições receberam a denominação de jogralesas.

Hoje em dia, o termo trovador é utilizado para pessoas que trabalham com rimas e versos improvisados, sendo pessoas muito presentes na cultura popular brasileira, tanto que no dia 18 de julho é comemorado o dia do Trovador. Todo trovador é considerado um poeta.

O Trovadorismo

O trovadorismo é tido como o primeiro movimento literário de língua portuguesa. Surgiu na idade média – no período de 1180 a 1420. A época em que ocorreu o trovadorismo era baseada pela vivência do feudalismo (organização social e política baseada na relação servis, entre o senhor feudal e os servos), que já estava entrando em decadência, e o teocentrismo, que transmitia a ideia de que Deus era o centro de todo o universo.

Nessa época, a Igreja Católica exercia uma grande influência sobre a sociedade europeia, sendo o maior senhor feudal da época. Por isso, a Igreja era muito influente tanto nas questões culturais e nos pensamentos das pessoas, inclusive dos próprios trovadores.

O termo trovador é originado desta manifestação literária e representa os compositores que escreviam seus textos (poesias) e posteriormente, com auxílio de instrumentos musicais da época (a viola, a lira ou a harpa) cantavam as suas composições.

Confira As Dicas

Confira As Dicas

O trovadorismo foi uma manifestação artística e cultural que surgiu após o fim das cruzadas, pois antes todas as manifestações culturais de Portugal estavam estagnadas, pois o país estava preocupado com as expedições medievais realizadas em nome de Deus, com o objetivo de unificar o mundo cristão que fora separado no “cisma do oriente”.

A literatura do Trovadorismo possui 02 (dois) tipos:

a)                      Refrão – na composição existia um estribilho que sempre era repetido no fim de cada estrofe;

b)                     Mestria – era considerada uma poesia mais trabalhada, pois não fazia uso das repetições no fim das estrofes;

É considerado como o principal autor do trovadorismo português o Rei D. Diniz (1261-1325). Os temas que eram abordados nas composições da época do trovadorismo eram: o amor e a críticas à sociedade da época. As principais obras do trovadorismo são: Cancioneiro da Ajuda, Cancioneiro da Vaticana e Cancioneiro da Biblioteca Nacional de Lisboa.

A Trova se constitui como o único gênero literário genuinamente da língua portuguesa, sendo um gênero da poesia e que se caracteriza pela rima. A trova é uma poesia composta por 04 (quatro) versos e 07 (sete) sílabas poéticas.

Imagem de Amostra do You Tube

As Obras dos Trovadores – As Cantigas

As obras produzidas pelos trovadores eram as chamadas cantigas, e ,eram destinadas exclusivamente para cantarolar. No entanto, com o passar do tempo as obras passaram a ser transcritas através de apontamentos para os cadernos.

A obra que é tida como o início do Trovadorismo é a Cantiga da Ribeirinha, composta por Paio Soares Taveirós, por volta de 1198. Essa trova é assim chamada, pelo fato de ter sido feita em dedicatória a Sra. Maria Paes Ribeiro, a conhecida Ribeirinha.

Depois, os vários apontamentos de trovas formaram coletâneas de canções, que recebeu a denominação de Cancioneiros, que nada mais é do que um livro que tinha várias trovas juntas em um mesmo lugar.

As principais obras do Trovadorismo são 03 (três) cancioneiros. Além desses cancioneiros, existe um outro livro considerado importante no Trovadorismo Português, que possui várias cantigas que foram dedicadas à Nossa Senhora (Virgem Maria), e foi feito pelo rei Afonso X de Leão e Castela, que era chamado de “O Sábio”.

Foram considerados como os maiores trovadores da língua portuguesa: Dom Duarte, Paio Soares de Taveirós, Dom Dinis, Aires Nunes, Meendinho e João Garcia de Guilhade.

Cantigas de Amor, de Amigo, de Escárnio e de Maldizer

As obras do Trovadorismo eram encontradas da seguinte forma:

1)                     A poesia lírica – nesse tipo de poesia era expressado o amor entre homem e mulher, no eu lírico masculino o texto transmite o amor de um homem para uma mulher, é a chamada cantiga de amor. Enquanto que no eu lírico feminino, é relatado o amor de uma mulher para um homem, sendo a chamada cantiga de amigo;

2)                     A poesia satírica – nesse tipo de poesia eram feitas: as críticas indiretas às pessoas, que eram chamadas de cantigas de escárnio e as críticas diretas a vários aspectos da sociedade (cidadãos, pessoas famosas e ilustres e etc.) que eram as chamadas cantigas de maldizer;

Nas Cantigas de Amor, os trovadores destacavam todas as qualidades da mulher que eles amavam, e eles se colocavam em uma posição de vassalo, sempre inferior à mulher amada. Nessas obras o tema mais expressado era o amor não correspondido. Nas cantigas de amor, o feudalismo era retratado de uma forma diferente, pois no caso, o homem se colocava como servo da mulher amada.

Nas cantigas de amigo, os trovadores expressavam como tema a lamentação feminina pela falta de um amado.

Nas cantigas de maldizer, os trovadores procuravam fazer sátiras diretas a determinadas pessoas. Muitas vezes as pessoas eram agredidas verbalmente, mas a pessoa satirizada nem sempre apareciam de forma direta na cantiga.

Nas cantigas de escárnio, os trovadores faziam sátiras indiretas às pessoas e o nome da pessoa que sofria a sátira jamais aparecia. Os trovadores usavam bastante do duplo sentido.

O Teocentrismo, Os Trovadores e As Cantigas

A mentalidade da época era imposta pela Igreja Católica que era considerada como a instituição mais influente e poderosa que existia, tanto pelo aspecto econômico (maior senhor feudal que existia na época), quanto pelo aspecto cultural e religioso. Com isso, a teoria do Teocentrismo, que afirma ser Deus o centro de todo o universo, reinava no pensamento das pessoas. O Teocentrismo foi a base utilizada para estruturação da cantiga de amigo, que transmitia a ideia do amor espiritual e intangível (inalcançável).

Ainda há vários outros movimentos literários. O trovadorismo foi o primeiro deles e deslanchou a inspiração para o nascimento de outros, como Realismo, Classicismo, Romantismo e Modernismo.

Imagem de Amostra do You Tube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>