O Sentido da Vida

Muitas pessoas se questionam a respeito do sentido da vida todos os dias, trata-se de uma questão filosófica que cerca os pensamentos dos humanos desde o início de sua existência. No campo da filosofia esse tema é explorado como sendo a interpretação do limite entre o ser humano e o seu mundo.

Para cada ser humano existem milhões de possíveis respostas acerca do sentido da vida cunhadas em suas crenças religiosas, aspirações pessoais ou na sua forma de viver. Ao longo do desenvolvimento humano foram sendo elaboradas novas respostas para o sentido que a vida deve ter, baseadas ou não na religião.

As Possíveis Respostas para o Sentido da Vida

Sentido da Vida para a Filosofia Antiga

Para a filosofia da Antiguidade o principal sentido da vida era a busca pela felicidade, eudaimonia, sendo que as diferentes correntes filosóficas discordavam entre si a respeito do conceito do que seria felicidade.

Sentido da Vida de Acordo com Diferentes Religiões

O ser humano tem na religião uma base para lhe dar respostas para tudo o que não consegue explicar. Nesse contexto as diferentes religiões, em algum momento e de alguma maneira, tentam responder a questão acerca do sentido da vida. A seguir explicamos qual o sentido atribuído por diferentes crenças religiosas.

O Sentido da Vida para o Budismo

O Budismo entende como o principal sofrimento humano o desconhecimento do que acontece após a morte. A partir do momento que o homem compreende o que acontece após a sua passagem pode chegar ao conceito de Felicidade Absoluta. O objetivo central de estar vivo, para os budistas, é conseguir atingir a Felicidade Absoluta.

Outros objetivos como ter dinheiro, se casar, se divertir, ter filhos entre outros são vistos como objetivos adjuntos, mas não principais. A melhor maneira de conseguir esse estado pleno de felicidade é por meio da Lei da Causa e Efeito em que se tem que ao praticar boas ações se tem consequências positivas enquanto a pessoa que pratica más ações recebe de volta consequências ruins.

O Sentido da Vida para o Cristianismo

No Cristianismo o principal sentido da vida está em manter uma vida em comunhão com Deus assim como se manter dessa forma após a morte. É essencial que os seguidores dessa corrente religiosa mantenham princípios de confissão e arrependimento.

O Sentido da Vida para o Hinduísmo

O nome Hinduísmo é atribuído para diferentes correntes religiosas que não tem uma escritura considerada como universal. Tendo tantas correntes diversas dentro de si é natural que os conceitos do Hinduísmo a respeito de diferentes temas sejam distintos. Isso é válido também para a definição de sentido da vida, para alguns seguidores do Hinduísmo a base do sentido da vida está em quatro pilares: Kama (desejo), Moksha (a libertação), Artha (poder) e Dharma (harmonia moral).

Já para aqueles que seguem os ensinamentos de Advaita-Lehre entendem o conceito de Moksha como a ‘consciência cósmica’ no brâmane. Ainda podemos citar a corrente daqueles que seguem os ensinamentos do Dvaita-Lehre em que há um sentido de comunhão com Deus como principal sentido da vida.

O Sentido da Vida para a Cabala

A Kabbalah consiste na investigação da realidade objetivando compreender o Sistema de Leis que são responsáveis por gerir a natureza por meio dos estudos realizados por diferentes pensadores por cerca de 6 mil anos. O principal sentido da vida dessa forma pode ser considerado chegar a um estado de completa independência em relação a sua natureza humana.

A natureza humana descrita pela Kabbalah consiste em estar constantemente procurando pelo prazer tentando rejeitar a dor. Num estágio mais avançado seria estar em busca da verdade deixando de lado o que é ilusão. Para chegar a tal estágio é necessário que os seres humanos criem uma conexão de amor entre si chegando a um só homem com um só coração.

O Sentido da Vida para o Judaísmo

Para os judeus o principal sentido da vida é viver sob as leias divinas que se encontram reunidas na Tanakh assim como na Midrash e Talmud.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades
1.538

Função: Programação e SEO
Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG)
Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • gostaria de ter o e-book . voces poderiam envia-lo pra mim ? se tiver das outras ediçoes pode enviar tambem! obrigada!

    Yohanni Jacobs 20 de Março de 2013 23:38 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *