A Merenda Escolar – Você está Fazendo sua Parte?

Pesquisas revelam que diariamente no Brasil, 37 milhões de crianças (20% da população do país) fazem duas refeições nas escolas. Partindo da educação infantil (antiga creche) até o 9º. Ano, crianças e adolescentes estão à frente de um processo que tem início com a distribuição de recursos pelo governo federal através do Ministério da Educação, atravessa as secretarias estaduais e municipais de educação, passa pelos Conselhos de Alimentação Escolar, até chegar às nutricionistas e cozinheiras que preparam o que é servido nos refeitórios.

Desde sua criação em 1954, o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) atende colégios do Norte e Nordeste onde até hoje a merenda escolar é a única refeição feita pelas crianças. Apesar disto, durante anos tem sido alvo de denúncias de corrupção e desvio de verbas. Embora esse quadro perdure, estão ocorrendo melhorias, permitindo a um número cada vez maior de alunos o acesso a refeições com melhor qualidade, com um melhor balanceamento no que diz respeito às necessidades orgânicas alimentares nesse período de suas vidas.

Entretanto, é preciso que como pais, façamos nossa parte, é preciso que fiscalizemos se na escola onde nossos filhos estudam a merenda está sendo produzida a contento, e se não estiver, o que podemos fazer para contribuir com o fornecimento de alimentação saudável para nossas crianças que ali estarão se alimentando. O que você está fazendo a respeito?

Educação Alimentar

A alimentação saudável é fundamental para o bom desempenho escolar das crianças. Somente com os nutrientes necessários os pequenos podem aumentar a sua concentração nos conteúdos didáticos e se desenvolverem. Porém, cabe aos pais continuar a educação alimentar em casa. Não adianta a escola ter um planejamento assertivo com foco em alimentos como arroz, feijão, salada e frutas se em casa as crianças comem apenas frituras e fast-food.

É papel da escola – seja ela pública ou privada – ensinar para as crianças a importância de uma alimentação balanceada para os estudos, contudo, nada pode fazer em relação à educação alimentar dada pelos pais. A discussão a cerca da alimentação das crianças vai muito mais adiante da merenda. A descontinuação do consumo de alimentos saudáveis em casa atrapalha o estudo e dificulta que a merenda escolar conquiste o paladar das crianças.

Obesidade Infantil

Muitos programas governamentais vêm sendo desenvolvidos com o objetivo de tornar a merenda escolar mais de que uma refeição lhe dando o status de ponto de partida de uma mudança de estilo de vida. As crianças brasileiras – e em muitos outros países – estão apresentando sobrepeso muito cedo o que acarreta em doenças como Diabetes tipo II entre outras. Tornar nossas crianças mais saudáveis é uma responsabilidade da sociedade para evitar que no futuro tenhamos adultos doentes.

Como Fazer a Sua Parte?

Para começar fique atento a merenda servida na escola dos seus filhos, se ela realmente está chegando ao prato das crianças. Infelizmente ainda temos muita corrupção em torno de verbas para merenda escolar. As refeições sendo oferecidas é essencial perguntar aos seus filhos o que é servido, pois somente assim se terá uma ideia concreta de que eles estão sendo bem alimentados. Cuidar da boa alimentação dos seus filhos é sua responsabilidade.


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Ensino
1.538

Função: Programação e SEO
Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG)
Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *