Perséfone, a Rainha dos Mortos

Na mitologia grega, Peséfone é a filha do deus supremo Zeus com a deusa da terra Deméter. Inicialmente era uma divindade ligada à natureza e às plantas como sua mãe, porém sua história muda radicalmente.

Perséfone

Perséfone

O Rapto de Perséfone

Zeus havia prometido a mão de Perséfone a Hades, irmão de Zeus e senhor do submundo dos mortos, porém se cansou-se se esperar. Um dia enquanto Perséfone estava a colher flores Hades emergiu da terra em sua carruagem e raptou-a, levando-a a seu reino.

Ao perceber que sua filha desaparecera, Deméter caiu em profunda tristeza. Ela viajou o mundo atrás de sua filha, mas não conseguia encontra-la. Perdida em tristeza e ocupada em sua busca, Deméter deixou de cumprir suas tarefas como deusa da terra. Como resultado, o solo se tornou frio, escuro e árido. As plantas morriam e nenhuma crescia em seu lugar. Os animais não se multiplicavam e os humanos temiam  a morte. Zeus teve de intervir no caso.

Perséfone já havia aceitado a comida oferecida por Hades e portanto não poderia deixar de fato o submundo. Zeus então decretou que Perséfone passaria metade do ano sobre a terra com sua mãe e metade dele no submundo com seu marido. Perséfone então se tornou a rainha do submundo e essa transição entre as regiões é  a explicação da mitologia grega para as estações do ano. Durante as estações em que as plantas estão exuberantes, verão e primavera, ela encontra-se sobre a terra com sua mãe. Depois ela parte para o submundo e a tristeza de Deméter reflete-se no outono e inverno.

Pírito, Teseu e Perséfone

Teseu e Pírito eram grandes heróis da mitologia grega, conhecidos por sua ousadia, que era até excessiva. Um dia os dois decidiram que iriam raptar mulheres a altura para ser suas consortes: Teseu escolheu Helena e Pírito escolheu Perséfone. Conseguiram de fato raptar Helena (ela foi resgatada pelos Dióscuros, isso ocorreu antes da guerra de Tróia) e depois desceram ao submundo atrás da rainha dos mortos. Foram recebidos por Hades que os convidou a sentar-se em sua mesa de banquete. Mas ciente da ousadia dos heróis, Hades os fez cair em uma armadilha, pois os assentos os aprisionaram, mantendo-os no Hades pela eternidade pela audácia de cobiçar a esposa de um deus.

Posteriormente Hércules em seus doze trabalhos conseguiu resgatar Teseu, mas Pírito não pode ser salvo, pois sua ousadia foi grande demais.

Perséfone e Orfeu

Perséfone de fato assumiu suas funções como rainha dos mortos, administrando a justiça quando achava necessário. Quando Eurídice morreu causando imensa tristeza ao seu marido, o músico Orfeu, as músicas deste se tornaram tão tristonhas que tocaram até os senhores do submundo dos mortos. Perséfone então permitiu que Eurídice saísse do submundo seguindo Orfeu, desde que este jamais olhasse para trás ou para ela durante o caminho. No entanto Orfeu preocupa-se em saber se sua mulher de fato o está seguindo e ao olhar, perde-a para sempre.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Divindades
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *