Igreja Suspensa

Onde Fica a Igreja Suspensa?

A Igreja Suspensa está localizada em Cairo Copta, ou seja, uma parte que corresponde ao Velho Cairo, englobando o Museu Copta, a Fortaleza de Babilônia, a Igreja de São Jorge e ainda várias outras igrejas e ainda diversos sítios históricos. Muitos creem que a Sagrada Família de Jesus tenha visitado essa região, e até mesmo estabelecendo-se no lugar onde está atualmente a Igreja dos Santos Sérgio e Baco.

Igreja Suspensa

Igreja Suspensa

O Cairo Copta já atuou como cenário do cristianismo, sendo uma fortaleza no Egito até a era islâmica, ainda que a maioria das igrejas de Cairo Copta haverem sido levantadas depois da época muçulmana egípcia.

A Igreja Suspensa

Esta igreja, segundo a história, foi construída ainda no século IV em cima das ruínas de uma fortaleza babilônica romana e, após, reconstruída no século XI. Ela é a igreja ortodoxa mais famosa de Cairo Copta. No lugar, existem bancas que fazem a venda de CDs da liturgia copta e também de homilias do Papa Shenouda 3º.

Esta impressionante construção é a mais antiga da região de Misr Alqadima, estando localizada ao sul da cidade do Cairo. Em árabe carrega o nome de Al Mouallaga, ou, Igreja Suspensa, em razão de sua construção em cima das ruínas de 02 torres da fortaleza que havia sido erguida em 98 d.C., e, em cima das torres puseram blocos de pedra e troncos de palmeiras.

Quando de sua construção, a igreja fora consagrada à Virgem Maria e ainda à Santa Damiana. Sua origem remonta o final do Século III e o início do século IV. De fato fora reconstruída e recuperada por inúmeras vezes, porém, alguns historiadores observam que o começo da construção era um Templo Romano, que posteriormente fora convertido em uma igreja romana, e ainda depois, numa igreja Copta Ortodoxa.

A ênfase da última ideia fora baseada em descobertas feitas em 84, do lado ocidental da igreja, e estavam recobertas por uma cobertura de gesso. Verdadeiramente, ao verificar tais cenas se constatou a presença de deuses romanos pagãos, em razão disso, acredita-se que a igreja originalmente era para ser um templo romano.

O monge Francês Vansleb, em 1671, fora enviado por Luis XIV, Rei da França, numa missão para estudar qual a situação das igrejas e dos mosteiros do Egito. Ele fez uma visita à Igreja Suspensa e disse que observou numa de suas paredes um texto feito à mão do primeiro governador e conquistador muçulmano Amr Ibn Al-Ass, solicitando ao povo que não estragasse a igreja.

Caso isso fosse verdade restaria confirmada a ideia da paciência dos árabes muçulmanos, que de acordo com os livros de História passaram a ser recebidos como libertadores trazidos do Céu para o salvamento dos cristãos do Egito, oprimidos pela perseguição dos romanos.

Resta certo que a basílica desempenhou um importante papel na narrativa da Igreja Egípcia Ortodoxa, já que no século XI, o reinado do patriarca egípcio fora mudado de Alexandria para a Igreja Colgada. Desta maneira, as santas liturgias passaram a ordenar o pontífice supremo egípcio ortodoxo, que recebia o título de Papa, e as celebrações aconteceram naquela igreja durante por quatro séculos, e até o XIV assim que o núcleo do patriarcado fora levado para outra igreja, a Igreja de Abou Sefeen.

No século XX e até os tempos atuais, a representação dos Coptas Ortodoxos está localizada numa Igreja próxima ao centro do Cairo, em Al Abbassya, chamada de Catedral de São Marcos.

Características da Igreja Suspensa

A Igreja Suspensa possui 110 ícones, sendo que os mais remotos deles são datados do século VIII, entretanto, grande parte deles são do século XVIII. Em 1898, alguns uns ícones foram cedidos por uma cristã figura copta egípcia, bastante rica, Nakhla Albaraty, assim que fora encarregada da restauração da Igreja.

A igreja teve sua construção feita num formato de basílica sem a presença de abóbadas, em razão de a construção ter sido feita em cima das ruínas das enormes torres da romana fortaleza de Babilônia. O teto de madeira conta com o formato da Arca de Noé.

Em se tratando de tamanho, a primeira Igreja foi maior, porém, após tantas reconstruções e alterações a área se tornou menor. Atualmente, conta com 18,5 m. de largura, 23,5 m. de comprimento, e ainda 9,5 m. de altura.

O acesso à entrada da igreja é feito por meio de escadas, e, em seu lado direito se encontra uma porta que leva aos andares dedicados à casa dos monges, e ainda um local resguardado ao descanso dos visitantes. Nos dias atuais tem uma moderna fonte e ainda um local onde se faz a venda de postais, livros e objetos em cobre e madeira para oferecer aos turistas.

A igreja apresenta dois colaterais e uma nave central, 03 santuários em seu lado oriental repartidos entre si e ainda das naves através de uma madeira de cedro. O principal santuário é o do centro, que possui o nome do santo a quem foi consagrada a igreja. No interior do santuário existe o local do coro, ainda que bastante danificado. A nave setentrional e a meridional encontram-se divididas da nave do centro por oito colunas de mármore.

Ao fim da Igreja Suspensa se pode observar 09 altares, ou seja, 03 deles na parte principal, 03 deles no santuário direito, um na capela do Santo Etíope Tecla Hymanot, e de forma mais recente 02 deles na parte setentrional, descobertos há pouco.

Na quarta coluna, que fica entre a nave do centro e a meridional se encontra uma imagem representativa de Nossa Senhora, e, segundo relatos, é datada do século X. Uns dos ícones mais diferenciados desta igreja, chamado de Monalisa Copta, que pode ser também do século X, pode ser observada próxima da entrada do lado direito, mostra a  Virgem Maria com Jesus menino em seu colo, enquanto beija-lhe os pés, São João Batista.

Caso tenha ficado interessado e pretenda fazer uma visita à Igreja Suspensa, saiba que o horário de visitas é das 10 às 17h. As missas acontecem nas Segundas-feiras, Quartas-feiras, Sextas-feiras e ainda no decorrer das festividades de Coptas Ortodoxas, mas, neste período, a visita à Igreja acontece após as 11: 30h.

Se você sonha em conhecer o Cairo, no mágico Egito que tanto habita o nosso imaginário, não deve deixar de visitar a famosa Igreja Suspensa.

Localizada ao sul do Cairo, a Igreja Suspensa é a mais antiga da região de Misr Algadima, e seu nome em árabe, Al Mouallaga, deve-se pela sua construção ter acontecido nas ruínas de torres de uma fortaleza, na antiga Babilônia. Foi erguida no ano 98 d.C.

Consagrada a Virgem Maria e a Santa Damiana, a igreja foi reconstruída e renovada diversas vezes, mas contém 110 ícones, sendo os mais antigos do século VIII,  possuindo teto de madeira em forma da arca de Noé e medindo 23,5 metros de comprimento, por 18,5 metros de largura e 9,5 metros de altura.

A Igreja Suspensa possui nove altares, três deles situados na área principal do santuário, três no santuário localizado à direita, um no santuário da Capela do Santo Etíope Tecla Hymanot e mais recentemente, dois altares foram descobertos na seção setentrional da construção.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religião
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *