A Sétima Arte: O Cinema

Sim, o cinema é a sétima arte, mas você já parou para se perguntar qual a colocação das outras artes e porque o cinema ocupa a sétima posição? Vamos tirar uma dúvida de cada vez. Fazem parte desse grupo: pintura, escultura, música, literatura, teatro (incluindo a dança) e arquitetura.

Esse conceito e essa “colocação” surgiu no final do século XVIII na Europa, ao mesmo tempo que as Academias de Arte nasciam pelo mundo. As artes citadas acima, chamadas de “Belas Artes”, queriam destacar a beleza, sem ter nenhuma ligação se seriam coisas práticas ou de utilidade.

No século seguinte, essas Academias de Arte se transformaram em Escolas de Belas Artes e nessa época, estavam listadas apenas as seis artes: pintura, escultura, música, literatura, arquitetura e teatro. Foi então, que a invenção dos irmãos Auguste e Louis Lumière datada no final do século XIX, o cinema, ganhou o sétimo posto, se tornando a sétima arte. Os primeiros a denominar a novidade dessa forma, foram os teóricos e críticos franceses.

A História do Cinema

O cinema nasceu em 1895, final do século XIX, na França. A invenção foi dos irmãos Louis e Auguste Lumière. Uma descoberta possível graças a invenção da fotogradia de Louis-Jacques Daguerre e Joseph Nicéphore Niepce, que aconteceu na primeira metade do século XIX.

Uma invenção como essa do cinema não acontece do dia para noite e nem de um úncio ponto de partida. Muitos processos de pesquisa foram realizados com fundamentos na ciência óptica. Do início da humanidade é óbvia essa necessidade de deixar registrados os momentos da vida, como aqueles desenhos da parede e depois com a pintura. Os chineses, por exemplo, há milhares de anos atrás usavam a projeção de sombras de figuras recortadas nas paredes para criar uma espécie de projeção.

Outro nome importante que fez experimentos com a projeção, foi Leonardo da Vinci, no século XV, usando a luz na superfície e criando a Câmara Escura. Se tratava de uma caixa fechada  que possuia um buraco com uma lente que servia para deixar passar a luz dos objetos que estavam fora. Aquela imagem que se conseguia ver no interior dessa caixa era exatamente a inversão do que era visto fora.

Um outro experimento que foi importante para chegar na projeção de filmes foi do alemão Athanasius Kirchner, que criador a Lanterna Mágica, no século XVII. A sua criação era composta de um cilindtro iluminado à vela e servia para fazer a projeção de imagens que eram desenhadas em uma lâmina de vidro.

Experimentos Que Surgiram No Século XIX Antes da Descoberta da Sétima Arte

O século XIX foi aquele com muitas invenções, de aparelhos, que tinham por objetivo estudar o “fenômeno da persistência retiniana”. O fenômeno é caracterizado por manter a imagem em fração de poucos segundos na retina.

O primeiro inventor desse tipo de aparelho foi Joseph-Antoine Plateau, que conseguiu medir o tempo que a retina mantinha a imagem. Do seu experimento, ele conclui que “uma ilusão de movimento necessita de uma série de imagens fixas”. Em 1832, nasceu a sua invenção chamada de Fenacistoscópio, que era uma série de figuras de uma única pessoa em posições diferentes, todas desenhas em um disco, quando este era girado, parecia que a pessoa estava fazendo movimentos.

Uma outra invenção que merece destaque foi aquela do francês Charles Émile Reynaud, que foi chamada de Praxinoscópio. Podemos dizer, que essa foi uma importante invenção para que se chegasse ao cinema. O aparelho de Charles era um “tambor giratório” que continha desenhos colados na parte de dentro, enquando o centro era coberto de espelhos. Quando o tambor era girado, na parte onde estavam os espelhos, no centro, era possível ver a união dos desenhos que foram colocados dentro.

Outra invenção que antecedeu o cinema que merece destaque é o Cinetoscópio, de Thomas A Edison. Ele criou um “filme perfurado”, que era projetado em uma tela colocado na parte interna de uma máquina.  Graças a uma lente de aumento era possível ver a projeção.

Edison, em 1890, projetou filmes que foram feitos em seu estúdio, o considerado o mais importante deles é “Black Maria”.

E foi graças ao aperfeiçoamento da ideia de Thomas, o cinetoscópio, que os irmãos Lumière chegaram ao cinema. Nesta época, filmador, copiador e projetor eram uma única coisa: o cinematográfo.

Os Primeiros Filmes e O Início do Cinema

A história conta que foi Louis Lumière o primeiro cineasta a produzir um documentário em curta metragem.  O filme foi intitulado de “Sortie de L’usine Lumière à Lyon” e possui 45 segundos. No mesmo ano, 1895, Thomas Edison, apresenta o seu filme número 1 chamado “Vitascope”.

Não demorou muito para o estilo documentário de curta metragem dos irmãos Lumière ser copiado. Edwin S. Porter, americano, produziu “Great Train Robbery”, no ano de 1903. Uma película de ação que obteve muito sucesso e popularizou o cinema.

A importância da Indútria Cinematográfica

A indústria do cinema é muito importante nos dias atuais, ou melhor, já há tantos anos. Apesar de pensarmos no glamour, nos atores e atrizes como os principais protagonistas dessa arte, vale lembrar que por trás existe uma série de trabalho e pessoas importantes envolvidas nele.

Um filme depende de um bom roteirista, aquele que dá vida a uma boa história, que pensa nos personagens e os diálogos que eles irão fazer. Tem também o diretor, que é importantíssimo, uma vez que ele faz toda a coordenação das ideias do roteirista, além do diretor de fotografia, que precisa ter uma sensibilidade aflorada e muita compotência, para valorizar as cenas. É o diretor de fotografia que com um olhar apurado, determina o melhor ângulo de uma cena, por exemplo.

Outros profissionais também são decisivos para que um filme tenha um bom retorno ou não: o compositor musical, responsável pela trilha sonora que faz toda diferença; o produtor, que cuida da parte digamos de negócios do cinema, como ter patrocínios para produção.

Podemos lista ainda: especialistas e técnicos em várias partes da produção de um filme, como para efeitos especiais, tão importante atualmente. Pessoas que criem os efeitos visuais e sonoros para dar mais realidade as cenas. Assim, como é necessário ter um ótimo técnico de som, ótimos operadores de câmera. Um outro profissional que tem papel fundamental é o figurinista, que consegue dar a personalidade
que o roteirista criou para o personagem com as roupas e acessórios escolhidos para ele.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Cinema
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *