Festa de São João no Nordeste

O Brasil é um país reconhecido mundialmente por seu talento para organizar lindas e grandiosas festas. Além de termos um carnaval impressionante também nos destacamos no cenário de festas juninas. A festa de São João no Nordeste com certeza é a que mais é conhecida e comentada. A beleza e a tradição que cercam essa festa a tornam um grande evento.

Parte do turismo do Nordeste brasileiro nos meses de junho e julho se deve a essas festas. Se você admira a beleza de uma boa comemoração para São João e outras festas juninas, mas não conhece a sua origem e motivações continue lendo esse artigo. Pular a fogueira é sempre bom numa festa junina.

A Origem da Festa Junina

A festa junina é resultante de muitos anos de evolução de algumas tradições, no início era uma festa para pagã que tinha como objetivo festejar o momento em que se dava o solstício de verão do Hemisfério Norte. Quando essa festa chegou ao Hemisfério Sul foi ligada ao solstício de inverno. Com o passar do tempo, na Idade Média, essa comemoração, que ressaltamos teve origem pagã, se tornou integrante do calendário católico.

A Origem da Festa de São João

A partir do momento que uma festa pagã passou a ser atrelada ao catolicismo precisava ter uma justificativa ligada a religião. A comemoração do dia 24 de junho passou então a se referir ao dia do nascimento de São João Batista. Curioso observar que essa festa que é tão importante no Nordeste do Brasil teve sua origem há séculos atrás como uma festa pagã.

Outros Santos

Não demorou para que outras datas passassem a se referir a outros santos da Igreja Católica. No dia 13 de junho a festa é de Santo Antônio, o dia 29 ficou para São Pedro e no dia 30 o santo festejado é São Marçal. As festas juninas, especialmente a festa de São João, conta com elementos como fogueiras em referência as festas pagãs que lhe deram origem.

Curiosidade – Explicação da Fogueira da Festa de São João

A Igreja Católica oferece como explicação oficial para a existência da fogueira na festa de São João que o fogo simboliza o fogo que foi aceso na noite em que Isabel, mãe de São João, lhe deu a luz. O objetivo da mãe do santo era avisar a todos que seu filho havia nascido então a fogueira é relembrar o nascimento de tão importante santo.

É importante que a fogueira acesa para o santo tenha a forma de uma pirâmide com sua base redonda. Para os católicos devotos de São João é essencial guardar as brasas da fogueira assim que ela apaga porque isso dá origem a um verdadeiro talismã para protege-los.

“O Balão Vai Subindo…”

Quem já se divertiu numa festa de São João com certeza conhece essa canção que já é de domínio público. Outro verso dessa canção que faz sucesso nessas festas é “São João, São João, acende a fogueira no meu coração”. Uma tradição que era bastante forte, principalmente no Nordeste, era a de soltar balões para dar início aos festejos.

Hoje em dia é proibido soltar balões porque eles podem causar terríveis acidentes e incêndios. Nessa festa existe ainda a tradição de usar fogos de artifício e explosivos para fazer muito barulho com o objetivo de acordar São João que está dormindo. Essa é com toda certeza uma das festas com mais barulho que temos no Brasil, não é mesmo?

A Chegada da Festa de São João no Nordeste

A tradição da realização da festa de São João chegou ao Nordeste do país por meio dos padres jesuítas. Esse foi um costume católico ao qual os índios não tiveram resistência, pois para eles dançar em torno de uma fogueira já era comum. Atualmente, as principais festas juninas realizadas na região são as de São João, São Pedro e Santo Antônio.

Agradecimento a Chuva

As festas juninas acontecem por todo o Brasil, porém, as do Nordeste tem maior expressão em tamanho e tradição. Isso se deve em grande parte do fato de para os nordestinos essas festas tem um significado ainda mais importante do que simplesmente festejar ao pé de uma fogueira. Como a seca é um problema bem sério da região as festas adquirem um caráter de agradecimento as chuvas, que mesmo raras, acontecem na região.

Festa que Movimenta o Turismo

A festa de São João representa um momento muito positivo para a economia dos estados nordestinos, pois muitos turistas escolhem visitar esses belos cenários nessa época. Com a chegada de turistas os restaurantes, hotéis e o comércio de uma forma geral tem as suas atividades aquecidas. É normal encontrar pacotes de viagem criados especialmente para essa época de festas na região.

Delícias Típicas

Se tem uma coisa que é bastante aguardada quando a festa de São João se aproxima é com toda certeza os pratos típicos dessa época do ano. Dentre as delícias que já ganharam o paladar e o coração de brasileiros e estrangeiros que curtem esses festejos no Nordeste estão o milho cozido, pipoca, pamonha, pé-de-moleque, batata quente e claro o bom e velho quentão.

O Que Não Pode Faltar Numa Festa de São João no Nordeste

Numa boa festa de São João não podem faltar alguns elementos tradicionais como:

  • Dança de Quadrilhas – Grupos de pessoas que se juntam para dançar em volta da fogueira que é a estrela da festa.
  • Fogueira – Por falar nela não podemos deixar de lhe dar a importância que tem, não é mesmo?
  • Balões decorativos – Soltar balão é proibido, mas enfeitar as festas com balões de papel além de permitido é essencial para manter a tradição.
  • Grupos Festeiros – Essa é uma tradição que acontece mais no Nordeste do que nas outras regiões e consiste em grupos de pessoas que saem pelas ruas cantando. Para presentear os festeiros os moradores deixam em suas janelas e portas comidas para serem degustadas. Em troca os festeiros cantam e dançam para o deleite dos moradores mais generosos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Eventos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *