História dos Estados Brasileiros

O Brasil é um país de dimensões continentais e subdividido em 26 estados e o Distrito Federal onde está a capital, Brasília. No entanto, essa configuração é de certa forma recente. Ao longo dos séculos o país teve diferentes formas de divisão do seu território e se mostra importante que os brasileiros conheçam essa história. Então para quem se pergunta qual a origem dos estados brasileiros preparamos um artigo completo.

História dos Estados Brasileiros

História dos Estados Brasileiros

História dos Estados Brasileiros

1534 – Estabelecimento das Capitanias Hereditárias

Os portugueses chegaram ao Brasil em 1500, contudo, levou mais de três décadas para que fosse feita a primeira divisão do território. A divisão em 15 capitanias hereditárias se deu pelo fato de que o território estava sendo alvo de saques realizados por piratas e precisava assim contar com fiscalização. A solução encontrada pela Coroa Portuguesa foi traçar 15 linhas imaginárias que partiam da costa ao encontro da linha do Tratado de Tordesilhas (dividindo território português e espanhol). Os ‘caseiros’ desses territórios eram chamados de capitães-donatários.


1709 – Criação de Sete Províncias

O sistema de Capitanias Hereditárias não funcionou tão bem quanto esperavam os portugueses e em 1709 foi aplicado outro sistema. A divisão nesse caso foi pensada de acordo com as atividades econômicas que ocorriam em cada região, basicamente uma divisão por benefícios locais. As Sete Províncias eram: Maranhão, Pernambuco, Grão-Pará, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e São Pedro. Um dos objetivos dessa divisão ainda era proteger o território dos saques de piratas, contudo, havia também o cuidado com a ação espanhola no avanço da linha imaginária do Tratado de Tordesilhas.

Divisão dos estados do Brasil

Divisão dos estados do Brasil

1822 – A Primeira Divisão em Estados

O ano de 1822 trouxe mais do que somente a independência do Brasil, foi o ano em que os estados brasileiros começaram a ser rascunhados. O território recebeu uma nova divisão em estados que já mostravam parte do que se vê no mapa atual. A região Nordeste ficou praticamente igual daquela época para os dias atuais, apenas o estado do Sergipe não existia ainda.

Para reduzir o poder concentrado na Província de São Paulo foi feita uma nova divisão que criou outros dois territórios: Goiás e Mato Grosso. A região Sul do país tinha ainda o território da Cisplatina que em 1829 foi desligado do Brasil depois do sucesso do movimento separatista que deu origem ao Uruguai.

Bandeira

Bandeira

1899 – Mudanças da Proclamação da República

A Proclamação da República no ano de 1889 trouxe algumas mudanças para o nosso mapa, para começar a palavra ‘estado’ passou a ser empregada para denominar as faixas territoriais assim como foi criado o que conhecemos hoje como estado do Amazonas. As alterações não pararam por aí, no ano de 1903 o Brasil adquiriu da Bolívia o território do Acre, pois boa parte das pessoas que residiam nessa região eram brasileiras.

1942 – Segunda Guerra Mundial

No ano de 1942 o Brasil entrou oficialmente na Segunda Guerra Mundial e visando melhorar a segurança nacional repartiu algumas regiões dando origem a novos territórios como Guaporé e Amapá na região Norte e Iguaçu na região Sul. Após alguns anos alguns desses territórios acabaram sendo reintegrados a sua região de origem como Iguaçu enquanto outros se tornaram oficialmente estados como o Amapá. Durante o período da guerra Fernando de Noronha serviu de base militar para os Estados Unidos sendo esse território desligado do estado de Pernambuco.


1960 – Inauguração de Brasília

O último grande evento histórico que afetou o mapa brasileiro foi a inauguração da capital federal, Brasília, em 1960. Para alocar a capital foi criado o território autônomo do Distrito Federal que não é um estado. Finalmente o Brasil passou a ter os seus 26 estados mais o Distrito Federal. Para isso alguns territórios passaram por divisões dando origem a outros estados como o caso do Mato Grosso que deu origem ao Mato Grosso do Sul e o estado de Goiás que perdeu parte do seu território para dar origem ao Tocantins.

A Constituição de 1988 elevou os territórios de Roraima e Amapá a condição de estado sem que as fronteiras passaram por modificações. Fernando de Noronha foi reintegrado ao estado de Pernambuco. Para quem pensa que as mudanças estão completamente terminadas é importante dizer que existem vários projetos em curso no Governo com propostas de criação de novos estados. Esses projetos são muito criticados porque de acordo com alguns cientistas políticos são tentativas de criar mais cargos públicos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
História
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • As informações aqui estão erradas… cuidado!!!

    Fábio Matos 15 de abril de 2011 14:40 Responder
  • odiei

    romario 10 de abril de 2014 23:22 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *