História dos Estados Brasileiros

Os estados brasileiros possuem uma história interessante e que envolve diversas pessoas e motivos. Desde as capitanias hereditárias até os dias de hoje o território de nosso país desperta várias contendas – afinal, é difícil dividir adequadamente um país de tamanha continental como o nosso. Tudo indica que a divisão das terras brasileiras ainda não terminou e novos estados podem ser formados.

Capitanias Hereditárias

História dos Estados Brasileiros

História dos Estados Brasileiros

A primeira divisão formal de nossa terra foi apenas trinta e quatro anos depois do Descobrimento do Brasil. Na época o litoral do país estava sofrendo constantes saques de piratas interessados em madeiras raras e pedras preciosas.

Para ajudar a manter o controle do território recém descoberto a coroa portuguesa tomou a decisão de dividir o país em 15 faixas que iam da costa até a linha imaginária traçada no Tratado de Tordesilhas. Essas faixas de terra receberam o nome de capitanias hereditárias e eram governadas pelos capitães-donatários.

A Divisão das Sete Províncias

No ano de 1709 os portugueses decidiram reorganizar as terras coloniais usando como critério fatores econômicos. Essa idéia originou as Sete Províncias, extensões gigantescas de terra que possuíam fronteiras mais bem delimitadas. Essa divisão facilitou a tarefa de expulsar os piratas e outros invasores.

Divisão em Estados

Divisão

Divisão

Em 1822 o Brasil havia acabado de ganhar sua independência e planejava a divisão do território em estados para facilitar o governo. Muitos dos estados atuais já estavam no rascunho feito na época. Os estados do Nordeste, por exemplo, mudou pouco desde aquela época.

A mudança mais radical foi quando a província da Cisplatina, que ainda constava na região Sul dos mapas brasileiros na época. Um movimento separatista obrigou o Brasil a reconhecer a independência da Cisplatina em 1829 – a região originou o Uruguai.

Impactos da Proclamação da República e da Segunda Guerra Mundial

Mudanças

Mudanças

Muitas mudanças seriam observadas depois de 1889 e da Proclamação da República. A maior delas é a adoção do nome “estado” para denominar as partes divididas do território.

A Segunda Guerra Mundial fez com que o Brasil entrasse em um estado de sítio, criando territórios novos como Guaporé e Amapá no norte, e o Iguaçu na região Sul. Um tempo depois alguns estados foram reincorporados ao estado original e outros deram origem a novos estados.

Anos 60 até Hoje

Na década de 60 o Brasil finalmente chegou ao formato que tem atualmente, com todos os 26 estados e o Distrito Federal.

As principais mudanças foram o surgimento de dois estados novos (Rondônia e Acre) o desmembramento de mais dois (o Mato Grosso do Sul derivado do Mato Grosso e o Tocantins originado de Goiás). Além disso, Fernando de Noronha foi reintegrada à Pernambuco.

No entanto, existem várias propostas no Congresso sugerido a criação de novos territórios e estados no Brasil.

Neto

2 comentários

  1. As informações aqui estão erradas… cuidado!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>