A Lenda do Caipora ou Curupira

O Brasil é um dos países com o folclore mais ricos de histórias interessantes e com aquele toque de magia. Um dos mitos mais interessantes e conhecidos é o do Curupira ou Caipora (os dois nomes designam o mesmo personagem).

Para quem sempre quis saber mais sobre essa lenda vamos explicar qual é a sua origem e também qual a função desse intrigante personagem nas matas.

Curupira ou Caipora: O Protetor das Matas

O mito do Curupira é conhecido e bastante comentado no Brasil desde a época do descobrimento do Brasil. A ideia da existência de um personagem que protegia as matas era bastante difundida entre os índios e jesuítas que o chamavam de Caiçara.

Uma comprovação de que a lenda do Curupira existe desde essa época é um trecho de uma carta do Padre Anchieta datada de 1560, que dizia: “Aqui há certos demônios, a que os índios chamam Curupira, que os atacam muitas vezes no mato, dando-lhes açoites e ferindo-os bastante”. Para evitar esses mal tratos, os índios deixavam presentes como esteiras e penas para o Curupira na entrada da floresta.

O personagem central dessa lenda é um anão de cabelos vermelhos que possui tanto os pelos do corpo como os dentes verdes. Os seus pés são voltados para trás para que ele possa despistar os caçadores. Aliás, uma das funções do Curupira é proteger a floresta punindo aqueles que realizam caçadas ou outras atividades sem a sua permissão.

Exatamente por ser um protetor da natureza, o Curupira é bastante difícil de capturar. Porém, ele é um ótimo caçador daqueles que agridem a natureza, na hora de atrair as suas vítimas ele pode simular gritos que imitam a voz humana. Como é muito forte e poderoso se torna bastante difícil fugir dele.

Também é chamado de pai ou mãe da natureza. Para os índios Guaranis ele é uma espécie de demônio da natureza. Uma curiosidade é que alguns relatos dizem que o Curupira anda montado num porco selvagem.

Curupira e Caipora São a Mesma Coisa?

Uma dúvida que aparece bastante quando o assunto é a lenda do Curupira é se ele seria o mesmo que Caipora. A resposta para essa pergunta é sim e não, pois para alguns povos, ambos os nomes se referem ao ser de pés virados que vive floresta adentro.

Porém, para outros povos, Caipora é um ser totalmente diverso da ideia do Curupira. Embora também tenha a função de proteger a natureza, pode ser descrito como uma índia ou mesmo como um homem astuto.

No geral, a função dos personagens designados com essa alcunha é proteger a floresta de caçadores inescrupulosos e pessoas que desejam fazer mal para as matas. É importante que fique claro que para muitas pessoas Curupira e Caipora são o mesmo ser com pés virados.

A Personalidade de Curupira ou Caipora

Uma coisa curiosa a cerca dessa lenda é que além de haver divergências a respeito da forma física do personagem, também existem algumas versões para como seria a personalidade desse protetor das matas. Vamos conhecer algumas das mais citadas.

Caipora Danada

Uma das versões mais comuns de se escutar a respeito da personalidade da Caipora é que ela é bastante danada. Dessa forma, ela adora pregar peças em que é mal intencionado contra a natureza. Dizem que a Caipora, quando percebe a presença de um homem desses, começa a soltar uivos e gritos para assombrá-los.

Caipora Mágica

Outros dizem que a forma que a Caipora usa para proteger os animais é avisá-los do perigo espantando-os para longe e ainda ressuscitando aqueles que foram mortos sem a sua permissão. Nessa versão podemos ver uma Caipora mais pacífica.

Caipora Incorreto

Porém, nem todo mundo acha que essa entidade da lenda é tão certinha quanto parece, pois dizem que Caipora gosta de um bom fumo e bebida. De acordo com a lenda, alguns caçadores levam esses presentinhos para Caipora que libera a caçada. Porém, dentre as regras de Caipora para a caça estão a de se não maltratar os animais e nem mesmo se matar uma fêmea que espera um filhote.

A Provável Origem da Lenda do Curupira ou Caipora

Quando ouvimos uma lenda, começamos a imaginar como foi que ela surgiu e ganhou tanta repercussão para que um dia chegasse aos nossos ouvidos. Quando dissemos acima que vamos contar a provável origem desse mito estamos dizendo que ninguém sabe ao certo como tudo começou.

A Lenda do Curupira

Dessa forma, somente podemos lhes contar o que a história nos diz, nada muito certo, mas pelo menos nos ajuda a entender como essa lenda surgiu. A sua origem se deu na Mitologia Tupi e os primeiros relatos são da região Sudeste. A datação nos aponta que o início dessa lenda foi próximo ao descobrimento.

Depois de algum tempo, essa lenda se tornou bastante popular e junto com lenda do Saci, é bastante comentada até os dias de hoje. Os índios Guaranis ainda tinham uma outra versão do Caipora chamada de Anhanga. Esse era um ser maligno que causava doenças e matava os índios.

El Cipitío, o Curupira e o Saci de El Salvador

Uma curiosidade é que existem entidades bastante parecidas com o Curupira nas lendas de muitos outros países da América Latina e Central. Em El Salvador, por exemplo, existe o El Cipitío, um espírito que pode viver tanto na floresta como na cidade e que possui os mesmos atributos que o Curupira da floresta.

Esse personagem lendário também possui o poder de confundir as pessoas e os pés virados para trás, porém, o que ele gosta mesmo é de seduzir mulheres. Há também uma variação que aproxima o El Cipitío do nosso Saci. Alguns dizem que se trata de uma mulher de uma perna só.

Ele também é descrito como uma criança que possui apenas um único pé redondo ou um homem gigante que anda montado num porco selvagem (assim como o Curupira).

Outros Poderes do Caipora

Como toda boa lenda, a do Caipora possui diversas versões e em algumas delas ele possui diferentes origens e poderes. As mais curiosas são as que dizem que ele é o pai do Saci Pererê e outra que diz que ele tem o poder de transformar em caça a família dos maus caçadores para que eles assim matem os seus próprios familiares sem saber.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Literatura
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *