O Apanhador no Campo de Centeio (J.D. Salinger)

Muitos livros mudaram a história de vida de várias pessoas, e só a literatura tem esse poder transformador de nos fazer enxergar além de nossos próprios olhos. A literatura auxilia em nossa busca interior por algo que faça com que possamos nos reconhecer como seres humanos pensantes, que não se deixam levar ao sabor dos ventos e nem das fortes tempestades que ocorrem em nossas vidas.

Uma das obras mais famosas da Literatura mundial é o Apanhador no Campo de Centeio, escrito pelo americano J.D. Salinger, que antes de ser livro foi publicado como revista, entre os anos de 1945 e 46, sendo publicado posteriormente como livro somente em 1951.

Primeiramente, o romance teria sido escrito destinado ao público adulto, mas como seus assuntos abordavam situações vividas por adolescentes, como confusão e rebeldia, logo caiu nas graças desse público, tornando-se um dos livros mais lidos nos Estados Unidos.

Pelo sucesso da publicação, ele acabou sendo traduzido para vários idiomas, alcançando mais de duzentas e cinquenta mil cópias vendidas em um ano, e agora parece estar em torno de sessenta e cinco milhões de exemplares.

O enredo do livro conta a história de anti-herói, um adolescente de dezesseis anos, de nome Holden Caulfiel, que logo virou o queridinho da galera dos anos sessenta.

Caulfield vem de uma família rica, mora em um internato e volta para casa antes do combinado, por ter tirado notas ruins nas provas. Porém, o garotão resolve viajar, para não precisar se encontrar com os pais, e com isso repensa suas decisões e seus valores e grande parte da história se passa no ano de 1949, no mês de dezembro

Durante a viagem, busca pessoas que fizeram a diferença em sua vida, como uma irmã, um professor e uma ex-namorada, na ânsia de encontrar respostas para seus dilemas interiores.

O livro leva esse nome em razão de Holden se sentir como um apanhador num campo de centeio, um guardião das crianças que se perdem a beira de um abismo sem volta, ou seja, a perda da inocência infantil. Entretanto, no fim do livro ele percebe que não pode ser o apanhador, já que ele próprio precisa de ajuda.

E ainda mais, a conclusão da história menciona que quando contamos algo a alguém, um problema, uma alegria, ficamos a mercê das pessoas para viver, dependentes de seu amor e de seus julgamentos

O romance serviu para demonstrar todas as dificuldades vividas pelos adolescentes, e mostra que essa fase da vida também traz grandes mudanças e frustrações, por isso merece mais atenção.

Devido a grande importância da publicação, em 2005, a Revista Times a colocou entre os cem melhores romances escritos em língua inglesa, do século XX.

Porém, sua leitura não é muito aceita as escolas, por fazer menção à sexualidade e ainda por conter palavras de baixo nível.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Literatura
1.538

Função: Programação e SEO
Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG)
Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *