Cultura da Somália

Conheça Mais Sobre a História Desse País Africano

A Somália, país cujo nome oficial é República Federal da Somália, está situado no continente africano, mais especificamente no local apelidado como “Chifre da África”, região onde também se encontram os países Quênia, Iêmen, Etiópia e Djibuti, por exemplo, sendo que esses países fazem fronteira com a Somália. A região em que ele se encontra é conhecida desde os primórdios da humanidade, no período da Antiguidade, época em que aparentemente foi a população egípcia quem descobriu a região e acabou ocupando-a.

Desde essa época, a Somália se configurava como uma região de suma importância para a prática do comércio, atividade que se realizava entre esse país para com diversos outros países do chamado mundo antigo. O que mais era produzido e vendido naquela época eram as especiarias, como incensos, mirra e uma enorme variedade de temperos, bastante almejados, principalmente pela população mais rica, como os imperadores da época. Além disso, a região acabou sendo ocupada por diversos marinheiros, que faziam da pesca a sua principal atividade comercial.

Distribuição de Água Potável na Somália

Distribuição de Água Potável na Somália

Outra característica importante é o fato de os principais itens de atividade comercial serem artigos de luxo na época, o que fez com que a região da Somália fosse sempre considerada um local importante para diversas populações, como egípcios, babilônios, fenícios e micênicos, por exemplo. A Somália também sofreu influência dessas e de outras civilizações, como a greco-romana, além da hindu também, sendo que ela contou, inclusive, com a existência de algumas das chamadas cidades-estados da época. Há estudiosos que dizem que a região onde a Somália se encontra atualmente, foi o local onde se situou o chamado Reino de Punt.

O Reino de Punt

O Reino de Punt, também chamado de os “antigos Punties” era uma parte da população do Egito que tinha o privilégio de estar diretamente relacionada com os faraós da época, mais especificamente, com o faraó chamado Sahure e sua esposa, a rainha chamada Hatchepsut. Prova dessa relação estreita com as pessoas mais importantes do Egito nessa época é o fato de ao redor da Somália existirem até os dias de hoje alguns templos, algumas casas antigas e até mesmo estruturas que lembram as famosas pirâmides do Egito, principalmente nas regiões em que provavelmente existiram as cidades estado Malao, Mosyllon e Opone, que são algumas das mais estudadas pelos estudiosos da chamada Era Clássica.

O Reino de Punt

O Reino de Punt

Foi entre os séculos II e VII depois de Cristo que a região atual da Somália acabou sendo anexada ao chamado Império de Axum, um dos impérios egípcios da época. Já no século seguinte, alguns somalis e populações nômades começaram a se instalar e a se fixar nessa região, iniciando as atividades comerciais e de agricultura. Em seguida, diversos povos de origem árabe começaram a migrar para esse local, principalmente na região ao redor do Golfo de Áden, onde se instalaram em forma de tribos.  Foi então que a cultura árabe muçulmana começou a se difundir para a população daquela região, o que se intensificou ainda mais pelo fato de serem essas pessoas que iniciaram a prática do comércio de uma maneira mais certeira e assertiva.

A Influência do Islamismo

Conforme já dito, a região da Somália acabou recebendo grande parte da população muçulmana que vivia na chamada Península Arábica, principalmente após o nascimento do Islamismo, que pregou basicamente a expansão da população para propagar a nova religião. Sendo assim, as cidades estado que representaram a transição religiosa foram principalmente as seguintes: Berbera, Zeila, Mogadíscio e Merca, sendo que todas elas eram tidas como uma só civilização, a chamada civilização Berberi. Dentre essas cidades estado, a que se tornou o símbolo dessa civilização foi Mogadíscio, que, inclusive, acabou se tornando a “Cidade do Islão”.

A Influência do Islamismo

A Influência do Islamismo

Foi Mogadíscio que acabou controlando todo o comércio da região por um bom tempo, principalmente no que dizia respeito ao comércio do ouro, dinheiro que rendeu o investimento em diversas obras de engenharia hidráulica, que eram encomendadas por alguns dos imperadores somalis que governavam naquela época.

Sobre a População da Somália

Após o ano de 1990, ano este em que ocorreu a guerra civil da Somália, muitas pessoas acabaram se mudando de lá, refugiando-se da guerra, evento que foi chamado de diáspora somali. Atualmente, esse País é representado pelas suas minorias étnicas, principalmente, sendo que os bantus, os bajunis, os benadiris e os bravaneses são algumas dessas populações de minorias que vivem nesse país. É por isso que atualmente não é possível precisar com exatidão o número de pessoas que haviam nesse país originalmente, o que se sabe é que, da população que vive na Somália, menos de dez por cento se encontra em regiões devidamente urbanizadas, de acordo com os padrões internacionais.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
África
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • nao encontrei o q queria aqi

    maricota 29 de setembro de 2013 17:35 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *