Tudo Sobre o Uruguai

O Uruguai é um país pertencente a América do Sul, encontrando-se localizado ao sudeste do continente, e tem como nome oficial República Oriental do Uruguai. O país é o segundo menor da América do Sul, e faz fronteira somente com o Brasil e com a Argentina.

O país é considerado um dos países mais desenvolvidos da América do Sul, tanto economicamente como em sua qualidade de vida e desenvolvimento humano. Sendo conhecido por ser pioneiro em medidas que priorizam a democracia e também os direitos civis, e em diversas datas se mostrou a frente do seu tempo.

História do Uruguai

Colonização e Independência

A colonização chegou ao país no ano de 1516, sendo os espanhóis os colonizadores dessas terras, mas a região possui poucos recursos de interesse dos europeus, além de nativos fortemente resistentes à vinda desses povos estranhos, o que limitou a colonização nos século XVI e XVII. Como solução as poucas riquezas do país os espanhóis começaram a criar gados na região por volta do ano de 1603. Os portugueses, que estavam colonizando as terras brasileiras, começaram a disputar o território, logo à Espanha começa a limitar a entrada desses povos no território. Villa Soriano foi o primeiro assentamento espanhol no país, criado no ano de 1624, e no ano de 1669 Portugal funda a fortaleza em Colônia do Sacramento.

Montevidéu, a atual capital do país, foi fundada no início do século XVIII, para ser uma fortaleza militar. O país ganhou destaque na América quando o seu porto passou a competir com outras grandes áreas comerciais, como a cidade de Buenos Aires.

Durante o período colônia do país ele foi marcado por diversas disputas territoriais, disputas essas entre os espanhóis, portugueses e os britânicos. O território de Montevidéu foi ocupado pelos britânicos no ano de 1807.

As revoltas contra o governo espanhol começaram no início do ano de 1800, e no dia 18 de maio do ano de 1811 ocorreu a Batalha de Las Piedras, onde José Gervasio Artigas venceu as forças espanholas, fazendo o país ser desligado da colônia. Dois anos depois é convocada uma Assembleia Constituinte, onde as terras se separaram, Buenos Aires criou um sistema baseado no centralismo unitário, a região de Artigas se separou e se baseou no federalismo, e o restante do território, chamado de Banda Oriental onde estava localizado Montevidéu, nomeou um governo autônomo.

José Gervasio Artigas

José Gervasio Artigas

No ano de 1816 os portugueses invadem a Banda Oriental e toma à cidade de Montevidéu, os conflitos duraram cerca de quatro anos, e os portugueses vindos do território Brasileiro venceram a disputa, e então anexou o território da Banda Oriental como uma província do país chamada de Cisplatina. Quando o território brasileiro se torna independente dos portugueses, no ano de 1822, instiga também os povos da Banda Oriental a declarar independência do seu território, eles se intitularam Trinta e Três Orientais, e declararam independência no dia 25 de agosto do ano de 1825. Esse ato leva a Guerra da Cisplatina, que tem duração de 500 dias, que acaba com nenhum dos dois lados sendo vitoriosos.

No ano de 1828 ocorre o Tratado de Montevidéu, que da origem ao Uruguai como sendo um estado independente do Brasil. A primeira constituição do país foi instituída no dia 18 do mês de julho do ano de 1830.

Século XIX

Quando o país se tornou um estado independente a sua população era de cerca de 75 mil pessoas. Em cerca de 50 anos, após muitos conflitos vividos pelo país, a sua população aumento para cerca de 438 mil habitantes, com a chegada intensa de estrangeiros no país.

A cena política do país se dividiu em dois grupos, um deles formou o partido chamado de Blancos, era conservador e voltado para os interesses agrícolas, tendo como líder Manuel Oribe, o outro era chamado de Colorados, tendo como líder Fructuoso Rivera, eram liberais e tinham interesses comerciais. O partido Colorados tinha aliança com os liberais argentinos, que utilizavam Montevidéu como refúgio.

No ano de 1838 o partido dos Colorados derrubou o presidente e declarou guerra A rosas, conflito esse que durou cerca de 13 anos e foi chamado de Guerra Grande. No ano de 1843 o exército argentino invadiu o Uruguai e cercou Montevidéu, sem conseguir tomar a capital, esse conflito durou nove anos.

Guerra Grande - Uruguai

Guerra Grande – Uruguai

Os refugiados do Uruguai conseguem ajudas de estrangeiros, como a França, que junto do Reino Unido tentou intervir para restaurar o comércio normal na região, mas esse foi um esforço em vão. Foi somente no ano de 1851, com ajuda dos brasileiros, que a Grande Guerra chegou ao fim, dando a vitória aos Colorados. Como recompensa pela ajuda brasileira, o Uruguai concede ao país vizinho a possibilidade de intervir em assuntos internos do país. No ano de 1865, Uruguai, Brasil e Argentina se unem para invadir o território do Paraguai, o conflito foi chamado de Guerra do Paraguai, e a união dos três países saiu vitoriosa, nessa época Montevidéu era usada como estação de abastecimento da Marinha do Brasil.

O partido Blancos continuava a instigar conflitos, que foram extintos quando um acordo de paz foi assinado no ano de 1872, concedendo a eles uma participação no governo, controlando quatro departamentos do país. Os militares se tornam o centro do poder durante mais de 10 anos, estabelecendo um Estado moderno com medidas autoritárias, e por volta do ano de 1886 os civis começam a participar novamente no governo do país.

Século XX

O século XX começa com a liderança dos Colorados, tendo um presidente eleito no ano de 1903, mas um ano após a eleição os Blancos criam uma revolta rural que dura cerca de oito meses, até a morte de seu líder. Com essa revolta o tratado de paz instituído no ano de 1872 é cancelado. O presidente Colorado, José Battle y Ordóñez, é eleito por dois mandatos, o primeiro do ano de 1903 até 1907, e o segundo do ano de 1911 até 1915.

José Battle y Ordóñez

José Battle y Ordóñez

O país passava por uma estabilidade, e durante o seu governo cria reformas importantes no país, como programas voltados para o bem estar social. O país foi o primeiro a legalizar o divórcio, no ano de 1907, e o segundo país da América a dar o direito ao voto para as mulheres, no ano de 1932.

Durante a Grande Depressão o país passa por uma fase de desempregos, que leva a conflitos entre os policiais e o povo, no ano de 1933 ocorre um golpe de Estado, e no ano seguinte uma nova constituição é promulgada, onde o governo passa a ser por decreto. Cinco anos depois o governo já volta a ser mais democrático, e uma nova Constituição é instituída. Durante a Segunda Guerra Mundial o Uruguai se declarou neutro, e no ano de 1945 abandona sua neutralidade e assina a Carta das Nações Unidas.

Na década de 50 o país passa por uma crise, o que leva a diversos conflitos no território, um movimento de guerrilha chamado Tupamaro é criado, os participantes assaltavam bancos e distribuíam os recursos a pobres, logo as atividades foram proibidas e os Tupamaros começaram uma luta armada com o governo. Na década de 70 o país se encontra com mais dificuldades de desenvolvimento, o que conduz o país a um regime civil-militar, que foi toma o poder no ano de 1873 e se manteve doze anos no poder.

 Uruguai na Segunda Guerra Mundial

Uruguai na Segunda Guerra Mundial

Os militares propõe uma nova Constituição, que foi rejeitada no ano de 1980, então é anunciado um retorno ao regime civil, com eleições no ano de 1984, o presidente eleito foi Julio María Sanguinetti, do Partido Colorado, ele ficou no governo até o ano de 1990, durante seu governo criou diversas reformas importantes para o país, e consolidou a democracia. O próximo presidente eleito foi Luis Alberto Lacalle, do Partido Nacional, e nas eleições seguinte Sanguinetti volta ao poder.

Século XXI

As novas eleições elegeram Jorge Battle, do Partido Colorado e com apoio do Partido Nacional. O país entra em uma grave recessão econômica no início do século XIX, devido às dificuldades no mercado de exportação e preço baixo das commodities, o que leva ao crescimento para 21% do desemprego e mais 30% de população em situação de pobreza. No ano de 2004 um novo partido vai ao poder, Tabaré Vázquez da Frente Ampla, durante o seu governo ocorre à recuperação da recessão, reduzindo desemprego e pobreza, além de minuir a dívida pública do país. No ano de 2007 é o primeiro país da América do Sul a legalizar a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Tabaré Vázquez

Tabaré Vázquez

No ano de 2009, José Mujica é eleito o novo presidente do país. O governo de Mujica é amplamente admirado por todo o mundo, conhecido por sua preocupação com o direito civil. No ano de 2012 é legalizado o direito ao aborto, no ano de 2013 é aprovado o casamento entre pessoas do mesmo sexo e também o cultivo, venda  e produção de cannabis. Em 2013 foi considerado o país do ano, por promover reformas inovadoras que podem beneficiar o mundo, pela revista The Economist. No ano de 2015 Tábaré Vázquez volta ao poder.

Como É O Uruguai Geograficamente?

Uruguai no Mapa

Uruguai no Mapa

O país possui divisão em departamentos de forma administrativa, somando um total de 19 departamentos, sendo eles: Artigas, Canelones, Cerro Largo, Colônia, Durazno, Flores, Florida, Lavalleia, Maldonado, Montevidéu, Paysandú, Río Negro, Rivera, Rocha, Salto, San José, Saoriano, Tacuarembó e Treinta y Tres.

Em relação à geografia do seu território, possui uma extensão territorial de 176.214 quilômetros quadrados de terras, mais 142.199 quilômetros quadrados de água jurisdicionais. É o segundo menor país da América do Sul.

A paisagem do país é em sua maioria de planícies e colinas, além de um litoral de 660 quilômetros de extensão, possui uma rede fluvial densa, com quatro bacias hidrográficas: Rio Negro, Lagoa Mirim, Rio Uruguai e Rio da Prata. No Rio da Prata está localizado o Porto de Montevidéu, e o rio Negro é o rio que atravessa todo o país, é nele que estão instaladas as hidrelétricas. O seu ponto de maior altitude é o Cerro Catedral, com 514 metros de altitude.

Cerro Catedral

Cerro Catedral

O país possui dez parques nacionais, um deles encontra-se no oeste ao longo do rio Uruguai, há três parques na região de montanhas central e mais cinco parques nas zonas úmidas do leste. A vegetação do país é composta por prados de ervas elevados, possuindo mais de 400 espécies, além disso, há diversas outras flores e árvores no território, como alecrim, mimosa, quebracho, salgueiro, ciprestes, cedros, magnólias, e diversas outras. A fauna do país é bem diversificada, há diversos mamíferos, como tatou, gato selvagem, cervo, além de espécies de pássaros, como as cegonhas, garças brancas, abutre, perruche, colibri e outros.

O clima do país é uniforme e ameno, há variações sazonais, mas que não interferem diretamente nas temperaturas. O país possui clima úmido e muita neblina. Como há poucas montanhas no território ele acaba sofrendo com fortes ventos e tempestades. O verão no país é temperado com ventos do Atlântico, e os invernos são de frio ameno, as chuvas ocorrem com maior força durante o outono, tendo o país uma precipitação média de 100 cm anuais.

Infraestrutura do Uruguai

Infraestrutura do Uruguai

Infraestrutura do Uruguai

O Porto de Montevidéu é muito importante no país, sendo o terminal de contêineres mais avançado da América do Sul. Já o Porto de Nueva Palmira é mais importante para mercadorias regionais. O Aeroporto Internacional de Carrasco é o principal do país, além dele há mais 122 aeroportos em seu território. O país conta também com 1.600 km de trilhos ferroviários operacionais, não há três de passageiros no país, somente de cargas. O país possui uma rede de estradas com 77.732 km de extensão, sendo 7.743 km dela pavimentadas.

Na educação o Uruguai é livre, obrigatório desde os 4 anos de idade até os 18, sendo dividida em seis níveis: jardim de infância, primário, secundário, superior e pós-graduação. O país possui bons resultados em sua educação, porém, encontra-se abaixo da média dos países integrantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. A taxa de analfabetismo do país é quase nula.

O sistema de saúde é misto, com parte dele sendo público, mas há monitoramento tanto da atividade pública como da privada. O país é o segundo maior do mundo com número de médicos per capita.

Como É a População Do Uruguai?

A população do Uruguai segundo o senso realizado no ano de 2017 é de 3,457 milhões de habitantes, e o país possui uma taxa de crescimento anual de 3,2%. A esperança de vida no país é de 76 anos em média, sendo 72,4 para os homens e 79,7 para as mulheres.

A imigração europeia no país foi intensa até a década de 1960, sendo o país considerado emigratório, tanto por motivos econômicos como políticos, sendo os principais países escolhidos pertencentes à Europa, como Itália, França e Alemanha. Devido a migração que ocorreu por muitos anos, a população uruguaia é principalmente de origem europeia, cerca de 88%, outros 8% são de mestiços e 4% tem origem afro-uruguaia, ou seja, a população indígena no país é quase inexistente, havendo uma pequena contribuição para a origem genética da população.

O país não possui uma religião oficial, sendo a liberdade religiosa garantida constitucionalmente. Apesar disso, o catolicismo é a religião mais praticada pela população, por cerca de 45,7% dela, já 30,1% da população declara acreditar em Deus mas não pertence a nenhuma religião, 14% da população se declara ateu ou agnósticos, outros 9% é cristão não católico,  0,6% são umbandistas ou animistas e 0,4% são judeus.

Religião no Uruguai

Religião no Uruguai

O Uruguai é considerado o país mais secular nas Américas, ou seja, um estado laico. Isso ocorreu porque a igreja teve um papel menor durante a colonização em comparações aos outros territórios do continente americano. E após a independência as ideias anticlericais se tornaram ainda mais fortes. No ano de 1909 toda educação religiosa foi banida das escolas públicas.

A língua oficial do país é o espanhol uruguaio, e o inglês tem se tornado muito usado no país, apesar de ainda ser considerada uma língua minoritária, assim como o italiano, francês, alemão e português, esse último é obrigatório nas escolas a partir do sexto ano de escolaridade.

Cultura do Uruguai

A cultura do país tem uma forte influência europeia, possuindo pouca ou quase nenhuma influência indígena, a não ser em danças e costumes gaúchos. O país conta com diversas instituições culturais, a maioria delas na capital Montevidéu.

A principal figura literária do país é José Enrique Rodó, um escritor modernista, em seu livro “Ariel”, ele apresenta a importância de defender os valores espirituais, e de resistir à dominação cultural vinda de estrangeiros. Outro destaque é Florencio Sánchez, que fala sobre problemas sociais em suas peças. Na poesia pode-se destacar Juan Zorrilla de San Martín, Juana de Ibarbourou, Delmira Afustini, Horacio Quiroga, Idea Vilariño e Juan José Morosoli. Alguns escritores modernos do país são: Eduardo Galeano, Jorge Majfud, Mario Levrero, Jesús Moraes e Sylvia Lago.

Nas artes visuais podem-se destacar Carlos Páez Vilaró, um escultor e pintor abstrato, destaque da arte afro-uruguaia, que criou a obra “Casapueblo”, que é uma escultura habitável, atraindo milhares de visitantes todos os anos. Juan Manuel Blanes é um pintor do século XIX que ganhou destaque internacional, assim como Pedro Figari, pintor pós-modernista. O cinema no país possui poucas produções de destaque.

A música popular do país tem raízes gaúchas, e o tango é outra grande manifestação cultural de importância no país, tendo um grande impacto na cultura do país. O candombe é uma dança realizada durante o carnaval. O violão é o instrumento musical mais usado no país, e uma tradição importante é a competição chamada payada, onde dois cantores improvisam versos cada um com seu violão. O rock é um estilo musical influente no país, sendo algumas das bandas de maior destaque: Los Shakers, Los Irancudos, Los Mockers, Los Moonlights, La Vela Puerca, Once Tiros, Snake, No Te Va Gustar, dentre outras.

Nos esportes, o mais popular no país é o futebol, sendo o primeiro país a disputar uma partida de futebol, com a Argentina, fora das Ilhas Britânicas, onde o esporte foi criado. O país já conquistou ouro por duas vezes nos Jogos Olímpicos, o primeiro no ano de 1924, e o segundo no ano de 1928, além disso, também venceu a Copa do Mundo FIFA por duas vezes, a primeira no ano de 1930 e a segunda no ano de 1950. Na Copa América o país já foi campeão 15 vezes. O basquetebol é o segundo esporte mais popular do país, além disso, o Rugby do país é destaque.

A gastronomia uruguaia é muito parecida com a encontrada no Rio Grande do Sul, sendo os destaques da mesa a carne de boi ou cordeiro e um bom vinho, o prato mais comum do país é o churrasco, junto de massas, empanadas, e o doce de leite como principal sobremesa. Um dos pratos tradicionais do país são os chivitos, que são sanduíches recheados com carnes e outros ingredientes, como ovo, tomate, alface, dentre outros. As Parrillas são porções de diversos cortes de carne juntos, servidas com patê, azeite e pão. Os alfajores são os doces mais típicos do país.

Turismo no Uruguai

Apesar de ter uma área territorial pequena, o país é um destino turístico popular, com cerca de 2 milhões de turistas anuais. O país possui vários polos turísticos, como as suas praias, e algumas estâncias turísticas que tem a intenção de mostrar a cultura gaúcha. No ano de 2011 e 2012 o país foi incluído na lista que classificava “Os 10 melhores Destinos do Mundo em Desenvolvimento”. Confira abaixo alguns pontos turísticos do país:

  • Montevidéu: A capital do país é com certeza um dos destaques do turismo, e as suas ruas são ideias para fazer uma caminhada e observar todas as belezas arquitetônicas da cidade, como o Teatro Solís, o Palácio Estévez e o Edifício Salvo. A cidade possui inúmeras opções de restaurantes, que atende aqueles turistas que preferem passear durante o dia, e também muitos bares e casas noturnas para quem curte mais sair durante a noite.

    Montevidéu

    Montevidéu

  • Cabo Polônio: Essa é uma pequena vila de pescadores, que não possui acesso a energia elétrica, um bonito cenário para ser visitado no departamento de Rocha. O vilarejo fica no litoral, bem isolado, e em meio às pedras no mar há um farol onde ficam diversos lobos marinhos tomando sol durante as tardes, sendo o local perfeito para quem gosta de mais tranquilidade.

    Cabo Polônio

    Cabo Polônio

  • Colônia del Sacramento: Fundada em 1680, preserva inúmeras construções coloniais, o cenário histórico impressiona qualquer um, a cidade foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO, encontra-se a duas horas da capital de Montevidéu, podendo criar um roteiro de visitação nas duas cidades.

    Colônia del Sacramento

    Colônia del Sacramento

  • Laguna de Rocha: Esse local é recomendado para quem gosta de natureza e tranquilidade, o local possui mais de 200 espécies de aves preservadas, sendo possível realizar um safári guiado dentro da área protegida.

    Laguna de Rocha

    Laguna de Rocha

  • Punta del Este: A cidade possui diversos cassinos, Resorts de luxo e mansões. A playa do Bikini é uma praia bem conhecida de quem visita Punta del Este, frequentada por todos os tipos de turistas. Durante a alta temporada é muito visitada por jovens, devido ao seu grande número de baladas e barzinho com música ao vivo.

    Punta del Este

    Punta del Este

  • Punta del Diablo: Essa é outra praia do país, sendo um cenário mais calmo, que é pouco explorado por turistas, por isso, conserva mais a cultura local, porém com mar agitado, que atrai surfistas. Possui diversos hotéis rústicos de frente para a praia.

    Punta del Diablo

    Punta del Diablo

  • Casapueblo: Construída as margens do Rio Plata é uma casa que foi construída como uma escultura, sendo o cartão postal de Punta del Este mais utilizado.

    Casapueblo

    Casapueblo

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *