História do Uruguai

O território do Uruguai, antes da chegada dos espanhóis em 1516, era habitado por índios guaranis, charruas, chanaés entre outros. A primeira colônia espanhola foi criada em 1624 em Soriano. Em 1680 foi a vez dos portugueses estabelecerem uma colônia em Sacramento para então serem expulsos pelos espanhóis. Os dois países da Península Ibérica tentaram dominar o território uruguaio que foi cenário de sangrentas batalhas. Continue lendo e saiba mais sobre a história do Uruguai.

Viajando Pela História do Uruguai

Nosso país vizinho possui uma história rica e bastante interessante, conheça mais sobre ele a seguir.

O Uruguai Antes da Colonização

Atualmente, o Uruguai é o único país da América do Sul que não conta com população indígena sobrevivente. No entanto, os registros da presença desses povos no território uruguaio data de mais de 8 mil anos, algo comprovado pelas evidências de presença humana em alguns pontos do país.

Os povos que habitavam o território sobreviviam da caça de animais e da coleta tendo desenvolvido também ferramentas de pedra. A etnia dos charruas foi a que mais ofereceu resistência aos europeus, eles ocupavam uma área na região do Rio da Prata.

A Chegada dos Europeus

Embora haja a contestação de muitos historiadores, acredita-se, que o primeiro europeu a chegar ao território uruguaio foi o italiano Américo Vespúcio no ano de 1501 num navio de Portugal. A chegada ao Uruguai se deu devido ao fato de que Vespúcio tinha certeza de que poderia encontrar um estreito ao sul do continente americano que havia acabado de ser descoberto.

O Rei de Portugal, D. Manuel, ao ficar sabendo que existia o chamado ‘Mar do Sul’ (Oceano Pacífico) decidiu enviar uma expedição sob o comando de Estêvão Fróis e João de Lisboa para verificar onde ficava o fim da parte sul do continente americano. Esse grupo que partiu de Portugal em 1514 descobriu a foz do Rio da Prata além de ter tido contato com os índios Charruas e identificado à existência de metais preciosos.

A Coroa Espanhola enviou o navegador Juan Díaz de Solís numa expedição para conhecer o Cabo de Santa Maria encontrado pelos portugueses em terras que seriam da Espanha de acordo com o Tratado de Tordesilhas. Foi Solís que entrou para a história como sendo oficialmente o descobridor do Uruguai. Em 1521 a segunda expedição portuguesa sob o comando de Cristóvão Jacques encontrou o estuário do Rio da Prata tomando conhecimento do Rio Paraná.

Colonização do Uruguai

O primeiro acampamento fortificado construído em terras uruguaias data de 1527, ficava na costa oriental do Rio da Prata, próximo a cidade de Carmelo. Outras fortificações foram sendo construídas, em 1624 um grupo de jesuítas fundou a redução chamada de Santo Domingo Soriano que depois se tornou a Villa Soriano que fica no departamento de Soriano.

No período entre os séculos 16 e 17 a ocupação do território uruguaio ficou limitada pela resistência dos índios que habitavam a região antes dos espanhóis e pela escassez de ouro e prata. No ano de 1574 houve uma batalha sangrenta, no entorno do forte de San Salvador, entre os espanhóis e os indígenas sendo que pela primeira vez os europeus ganharam com grande vantagem. Em 1603 teve início uma nova atividade econômica de grande impulso na região, a criação de gado.

Sacramento

Os portugueses fundaram a colônia de Sacramento no ano de 1680, contudo, acabaram sendo expulsos pelos espanhóis que julgavam ser os donos do território devido ao Tratado de Tordesilhas. Portugueses e espanhóis entraram em embate muitas vezes disputando o território uruguaio.

Colônia do Sacramento, no Uruguai

Colônia do Sacramento, no Uruguai

Montevidéu

A cidade de Montevidéu foi fundada em 24 de dezembro de 1726 para ser uma fortaleza militar tendo se tornado em pouco tempo um porto que tinha como objetivo competir com Buenos Aires, na Argentina. Inicialmente foi chamada de Fuerte San José e depois de San Felipe e Santiago, porém, sempre foi conhecida como Montevidéu que derivava do termo monte videm.

No entanto, a denominação oficial como Montevidéu se deu no ano de 1810 quando o uruguaio, José Gervasio Artigas, iniciou uma luta armada em nome de um sentimento fortemente nacionalista que começava a se arraigar para defender o país. Em 1816, Artigas, foi derrotado por tropas portuguesas que invadiram o Uruguai com o auxílio da Argentina. O Uruguai foi então ocupado por forças portuguesas provenientes do território brasileiro.

A Cidade de Montevidéu

A Cidade de Montevidéu

Cisplatina

Após vencer Artigas, os portugueses, anexaram o território ao Brasil, no ano de 1821, sob o nome de Província Cisplatina. Contudo, esse domínio se estendeu somente até o ano de 1825 quando o Uruguai se tornou independente tendo como líder político, o uruguaio, Juan Antonio Lavalleja. Juntamente com tropas da Argentina, os uruguaios, conseguiram expulsar os brasileiros do seu território. No período entre 1839 e 1851 o país viveu uma intensa guerra civil que tinha como pano de fundo as discordâncias entre conservadores e liberais. Em 1832 a população indígena charrua já havia sido dizimada.

Província de Cisplatina

Província de Cisplatina

Guerra do Paraguai

O ano de 1865 marcou a entrada do Uruguai na chamada Guerra do Paraguai. A Tríplice Aliança formada pelo Uruguai, Brasil e Argentina acarretou na derrota do Paraguai.

Século 20

O começo do século 20 foi marcado pela nacionalização dos serviços públicos do Uruguai e pelo primeiro sistema de previdência social da América Latina. No ano de 1951 o cargo de presidente foi substituído por um Conselho de Administração. O presidencialismo somente voltou a ser o sistema político do Uruguai no ano de 1966. M paralelo a forte crise econômica que assolou o país culminou na criação de um grupo terrorista chamado Tupamaros.

No ano de 1973 uma ditatura militar se iniciou no Uruguai tendo como presidente Juan Maria Bordaberry. A democracia retornou somente no ano de 1980 sendo que as eleições foram realizadas no ano de 1984. A década de 1990 foi difícil para o Uruguai devido à crise econômica, quando o país finalmente começou a dar sinais de recuperação foi afetado pelas crises econômicas do Brasil e da Argentina.

No ano de 1994, o Uruguai, aderiu ao Mercosul. O ano de 2001 trouxe problemas para a exportação de carne bovina devido a febre aftosa sendo que em 2002, novamente, o país passou por dificuldades devido as crises argentina e brasileira.

Bandeira do Uruguai

Bandeira do Uruguai

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Américas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *