Obras de Paul Gauguin

Nascido em 7 de junho de 1848, em Paris, Paul Gauguin ou Eugène-Henri-Paul Gauguin foi um dos grandes pintores do período determinado como pós-impressionismo. O francês viveu até 8 de maio de 1903, quando veio a falecer nas Ilhas Marquesas.

Paul Gauguin nasceu em Paris, porém, passou boa parte da infância no Peru, em Lima. Sua família se transferiu para América Latina quando Napoleão III assumiu o poder na França. A ideia partiu do pai do pintor francês que estava indo para o Peru para trabalhar em um jornal. Porém, a viagem longa feita de navio, acabou levando a vida do pai de Gauguin, que ficou doente e morreu antes de chegar ao Peru.

Quando chegaram a Lima eram somente Paul Gauguin, sua irmã e sua mãe.

A Volta de Paul Gauguin Para a França

A aventura iniciada no Peru ao lado da família terminou para Paul Gauguin em 1855, quando ele voltou para a sua terra natal. Fez parte dos seus estudos em Orléans e entrou na marinha mercante com 17 anos de idade. Na marinha, o francês pode conhecer várias partes do mundo.

Quando deixou a marinha, Paul Gauguin foi trabalhar em uma corretora de valores, em Paris. Algum tempo depois, era 1873, ele casou-se com a dinamarquesa Mette Sophie Gad. A família foi crescendo, o casal teve cinco filhos.

A Decisão de Tornar-se Um Pintor

Paul Gauguin ainda trabalhava como corretor aos 25 anos, quando a Bolsa de Paris quebrou, foi então, que ele decidiu que se dedicaria somente a pintura a partir daquele momento.

Nessa nova fase de pintor, Gauguin passou a fazer várias viagens, que eram acompanhadas de longas noites. O lado positivo foi que o francês fez obras que foram consideradas “determinantes das vanguardas do século XX”, era considerado um artista único, mesmo não tendo aderido o movimento impressionista. A primeira exposição de Paul Gauguin aconteceu no ano de 1876.

Por outro lado, foi uma fase que a família do pintor francês sofreu com problemas econômicos, Gauguin e e sua esposa passaram a ter problemas na relação e ele ainda enfrentou problemas de saúde. Tantos desencontros culminaram com a sua separação, quando o pintor se transferiu para Copenhagen.

Sobre as Obras de Paul Gauguin

Não é um mero acaso que as obras de Paul Gauguin não tenham sido enquadradas em nenhum movimento, tamanha a sua singularidade. Estudiosos de arte afirmam que a obra de Gauguin era tão singular como foi a de Van Gogh ou Paul Cézanne.

Apesar de se “distanciar” dos demais pintores da época, Gauguin tinha seguidores e pode ser considerado o fundador de “Les Nabis”, um modo, uma filosofia refletir sobre a pintura como parte da vida.

As primeiras obras do pintor francês tentavam retratar o quanto a vida no campo era simples e para tal, ele usava a técnica de aplicação arbitrária das cores. Observa-se o oposto do naturalismo na sua famosa pintura “Cristo Amarelo”. Um colorido que avança plano e puro sobre a tela, como se o único objetivo fosse decorá-la.

Em Busca de Novas Perspectivas

Querendo ficar bem longe das influências na pintura da Europa, Paul Gauguin decidiu viajar para o Taiti, ele queria buscar novas possibilidades. O resultado dessa viagem são telas cheias da iconografia exótica do Taiti, além de um certo erotismo, apresentado de forma natural. Tal, que diziam seus amigos pintores, representava a sua paixão pelas mulheres do lugar.

Nesta fase, a pintura de Paul Gauguin ganha mais destaque, ele passa a usar muitas tonalidades de verde, de amarelo, de vermelho e violeta.

De volta a França, Gauguin escolheu Pont-Aven, na Bretanha. Para os críticos foi o momento em que a obra do pintor francês amadureceu. De lá seguiu para o sul da França, quando conheceu e conviveu com Vincent Van Gogh. Porém, o impressionismo continuou sendo uma arte que ele renegava, e destacou isso novamente, em 1887, em uma viagem a Martinica. Para o pintor francês sua pintura era primitivista.

Depois de um tempo de volta à França, Paul Gauguin decidiu que gostaria de voltar para o Taiti, mas não tinha dinheiro. Com a ajuda de amigos fez um leilão com as suas pinturas para arrecadar o que precisa para a viagem. Fora 40 peças levadas ao leilão e a grande parte delas foi adquirida por amigos do pintor.

A Volta ao Taiti

O leilão, a ajuda dos amigos, não rendeu muito dinheiro para o pintor. Com menos de 3 mil francos, o ano de 1891 chegava a metade e Gauguin decidiu assim mesmo voltar para o Taiti.

Nesta segunda fase no Taiti, o pintor francês pintou cerca de 100 quadros cujo o tema principal eram os indígenas. Ainda fez algumas esculturas e por fim, escreveu um livro, cujo o título é “Noa noa”.

Voltou à Paris com os seus quadros e fez uma exposição individual. A mostra aconteceu na galeria de Durand-Ruel. Depois dessa ocasião, retornou ao Taiti para ficar por lá de vez, escolhendo a Ilha Dominique como a sua nova casa.

Algumas obras que foram criadas nessa época por Gauguin entraram para a lista das suas mais importantes como “De onde viemos? O que somos? Para onde vamos?”. Uma grande tela que foi feita pelo pintor um pouco antes de ele tentar o suicídio sem sucesso.

Deixou a Ilha Dominique, em setembro de 1901, transferindo-se para a Ilha Hiva Oa, que faz parte do arquipélago das Ilhas Marquesas, e foi lá que acabou morrendo ao contrair sífilis. O seu corpo foi sepultado no Cemitério de Atuona.

Obras de Paul Gauguin

Obras de Paul Gauguin

Características da Obra de Paul Gauguin

Duas técnicas foram desenvolvidas pelo pintor francês: cloisonnisme (alveolismo) e sintetismo. Ambas servem para representar através de símbolos a natureza. São formas simples com cores vivas chapadas, terminando com um modo de fechar diferente, usando uma linha negra. Essa característica dava para perceber que o pintor francês tinha uma grande influência das gravuras japonesas.

Além disso, na sua pintura encontramos as seguintes características:

  • Natureza se apresenta de forma sugestiva, decorativa e alegórica.

  • Sobre as formas são: estáticas, sintéticas e estilizadas.

No ano de 2015, em fevereiro, foi realizado um leilão da obra “Nafea Faa Ipoipo” de Paul Gauguin. O quadro pertencia a um colecionador e foi arrematado pela Autoridade de Museus do Qatar pelo valor de 300 milhões de dólares. Passando a ser a obra mais cara da história vendida até então. A pintura de 1892 representa adolescentes taitianas em uma tela a óleo.

O começo da vida do pintor Paul Gauguin foi em Lima no Peru, mas o local de seu nascimento foi bem longe dali, na Europa, mais especificamente na cidade de Paris, na França. O pintor francês fez parte de um movimento estético conhecido como pós-impressionismo.

Dentre as características principais de sua obra podemos citar: Formas dimensionais/estáticas e pinturas bastante decorativas, alegóricas. O nome completo do artista é Eugene-Henri-Paul Gauguinm nascido no dia sete de junho de 1848, falecendo 55 anos depois no dia oito de maio de 1903, nas Ilhas Marquesas.

Dentre as principais obras de Gauguin podemos citar: Vicent van Gogh Pinta Girassóis, Café em Arles e Jacó e o Anjo em 1888, Mulher de Taiti na Praia em 1891, O Filho de Deus Nascido e Vairumatu em 1896. Confira a seguir algumas obras do pintor Paul Gauguin:


Categoria(s) do artigo:
Arte
1.536
http://www.prosperaweb.com.br/

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • ñ deveriam juntar trabalho com informaçoes nada a ver,meu!!!!!!!

    jeane 2 de novembro de 2011 15:49 Responder
  • Muito massa essas obras de Paul Gauguim. Ele é um pintor muito famoso e suas obras são muito interessantes. Gostei muito

    Mayra Nascimento 28 de novembro de 2011 17:42 Responder
  • adoro suas obras te adoro

    bruna 5 de março de 2012 12:38 Responder
  • EU adoro as suas o bras me deixam mas feliz

    daniele 19 de junho de 2013 17:22 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *