Obras de Rafael Sanzio

Mais conhecido como Rafael, Rafaello Sanzio, seu nome em italiano, nasceu no dia 6 de abril do ano de 1483, em Urbino, na Itália. Faleceu no ano de 1520, na mesma data e mês de nascimento, em Roma.

Rafael Sanzio destacou-se nas artes, além de ser um grande pintor foi também um grande arquiteto, ofício que desenvolveu durante o período do Renascimento na Itália, na escola de Florença.

Obras de Rafael Sanzio

Obras de Rafael Sanzio

Um dos destaques da obra de Rafael Sanzio é a perfeição e a suavidade que possui cada um dos detalhes.

Rafael também era chamado de Raffaello de Urbino, por causa da sua cidade natal, Rafael Santi ou Rafael Sanzio de Urbino.

Vamos chamá-lo de Rafael Sanzio e identificá-lo como ficou conhecido um dos três grandes mestres do Renascimento, ao lado de Leonardo Da Vinci e Michelangelo.

O Interesse Pelas Artes

A sua aptidão para as artes foi adquirida no núcleo familiar, pois seu pai era pintor, Giovanni Santi, porém, não era um grande artista, mas conhecido pela sua inteligência. Tinha uma amizade próxima com o duque Federico da Montefeltro.

Rafael demonstrou logo cedo que tinha talento para a pintura, o que foi incentivado pelo pai, que foi quem deu ao filho as primeiras lições. Uma amizade que era importante para Rafael no sentido do incentivo, pois o duque era um grande apaixonado pelas formas artísticas e por isso, Urbino, acabou se tornando um verdadeiro centro cultural.

Biografia De Rafael Sanzio

O pai de Rafael Sanzio, Giovanni Santi, era melhor poeta do que pintor. Entre as coisas que escreveu uma delas ficou famosa pela rima usada pelo autor. Entre as obras de pintura, a mais nota é a da corte de Mântua.

Quando Rafael nasceu o seu pai era diretor de um importante estúdio de pintura de Urbino e foi exatamente naquele local que o pai ensinou o filho a pintar logo cedo.

Bom para  Rafael, pois no século XV, Urbino se tornava uma referência como centro cultural da Itália, graças a Federico da Montefeltro, que Rafael Sanzio mal pode conhecer, pois Federico morreu 7 meses depois que Rafael nasceu.

Já grande e inserido no mundo da pintura, Rafael conheceu no centro criado por Federico Montefeltro trabalhos de artistas como Melozzo de Forlì, Paolo Uccello e Luca Signorelli. Com 17 anos Rafael era apontado como um mestre da pintura. Fácil de entender já que com 11 anos ele era aprendiz de Pietro Perugino, depois de passar um bom tempo aprendendo pintura com pai, desde cedo. Perugino teve grande importância no percusso de aprendizagem de Rafael, foi quem o ensinou a pintura mural e a técnica do afresco.

Primeira Obra De Destaque Rafael Sanzio

A primeira obra de Rafael Sanzio que se destacou foi “O Casamento da Virgem”, uma pintura de 1504 e que é possível ver claramente a influência de Perugino nas perspectivas usadas pelo jovem pintor italiano. Além de outras detalhes, como uma pitada de lirismo, as proporções entre as figuras e a arquitetura. Porém, com uma diferença entre as obras do mestre, a animação e a forma como as figuras foram dispostas no quadro.

No mesmo ano que Rafael faz a sua primeira obra de destaque, o jovem artista muda-se para Siena com o pintor Pinturicchio. De Siena mudou-se para Florença. A ida para a cidade da Toscana foi decidida pela atração que as obras feitas no Palazzo della Signoria estava causando. Obras essas feitas por Leonado da Vinci e Michelangelo.

Rafael Sanzio ficou morando em Florença durante 4 anos, mas de vez em quando, deixava a cidade para conhecer outros lugares. Em uma dessas viagens recebeu a encomenda de uma nobre de Perugia, era 1507. A obra que pode ser vista na Galleria Borghese de Roma recebeu o título de “Deposição de Cristo”.

Influências De Outros Artistas Nas Obras De Rafael Sanzio

Das suas viagens, dos seus encontros, Rafael Sanzio aprendeu muito e colocou em prática nas suas obras. Como por exemplo, as inovações de Leonardo da Vinci, como o constraste de luz e sombra e o claro e escuro, assim como a leve sombra e o esfumado. De Michelangelo, percebe-se que Rafael Sanzio aprendeu a criar mais possibilidades que expressassem bem a anatomia humana.

Do período que viveu em Florença, também percebe-se a influência de Fra Bartolomeo, que fez com que o jovem pintor deixasse de lado o estilo gracioso e suave que usava até então, influenciado pelo seu mestre Perugino.

Porém, de todos os artistas que o influenciaram, sem dúvidas, a maior influência veio de Leonardo da Vinci. De gestuais, passando por composições e as figuras e tudo o que tinha de mais inovador usado por Da Vinci.

Rafael Sanzio Em Roma

Rafael, na metade do ano de 1508 teve seus serviços contratados pelo Vaticano. Com 25 anos, o jovem pintor ainda “forjava” o próprio estilo. Porém, logo caiu no gosto dos papas e ganhava favores do mesmo, passando a ser chamado de Príncipe dos Pintores.

Desde que foi contratado para trabalhar para o Vaticano, Rafael permaneceu mais 12 anos no lugar, trabalhando para Júlio II e também para Leão X, que foi o sucessor de Júlio.

Foram 12 anos de muito trabalho e projetos que destacaram o quanto era fértil a imaginação do jovem Rafael. No Vaticano, “Disputa” é considerado um dos seus mais importantes trabalhos, assim como “Escola de Atenas”. Ambos podem ser apreciados na Stanza della Segnatura. A primeira pintura é a visão celestial de Deus, seus apóstolos e profetas, fazendo uma comparação de que a Igreja Católica é a verdade pura e própria. A segunda obra, “Escola de Atenas” é a representação do conhecimento da Filosofia sobre o profano. Ilustrado com Aristóteles e Platão com outros filósofos em torno a eles.

Seu último trabalho em Roma foi aquele de decoração dos aposentos pontifícios, que teve início sob o comando de Júlio II e terminou com Leão X, pela morte do seu antecessor. Nesta época, Rafael Sanzio começava a se dedicar a pintura da moda, mesmo assim, não deixou de criar altares, retratos e até mesmo tapeçarias.

Era tão venerado em Roma que o papa Leão X pensou em nomeá-lo cardeal.

Rafael Sanzio foi um ilustre pintor italiano, nascido em Roma, que viveu entre o ano de 1483 e 1520, convivendo e pintando com auxilio do Renascimento, um forte movimento estético da época. Quando o assunto era pintura ou arquitetura na escola de Florença, Rafael se destacava e liderava com suas incríveis obras de arte. A primeira obra importante de Rafael Sanzio levou o nome de O Casamento da Virgem, datando de 1504.

Já o primeiro de todos os seus trabalhos foi realizado em uma igreja, concluída em 1501. De todas as suas obras podemos destacar as seguintes: Ressurreição de Cristo, Escola de Atenas, Madona e o Menino Entronado com Santos, Francesco Maria della Rovere, La Formarina, Retrado de Maddalena Doni, A Sagrada Família, As Três Graças, Leão X e Átila e A Multiplicação dos Peixes. A seguir veremos algumas fotos das obras do pintor Rafael Sanzio:

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Arte
1.534
http://www.prosperaweb.com.br/

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • ele era mesmo muito renascente…legal gostei muito!!!!!!!valeu…sanzio…vc é o c@r@ viu!!!?????

    kauane 21 de novembro de 2011 10:45 Responder
  • adorei mtu bom

    gyovannadossantos 10 de abril de 2012 20:50 Responder
  • legal meu sobrenome ne?di manno…..amei esse site muito interessante e omas enterressante q o texto é pqueno mas com todas as informaçoes q eu preciso valeuuuuuuuuuu de +++++++++++++++

    dayane di manno ferreira 26 de abril de 2012 22:11 Responder
  • parabéns me ajudou bastante

    giovanna rodrigues 30 de abril de 2013 14:13 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *