Quem Inspirou A Monalisa?

Ao longo dos anos várias hipóteses foram feitas a respeito dessa pergunta. Mas o fato é que ninguém pode ter nenhuma certeza sobre quem seria a mulher misteriosa e dona de um sorriso que ficou super famoso e enigmático no mundo inteiro.

Uma das versões desse mistério é de que um italiano muito rico chamado Francesco Del Giocondo encomendou o retrato de sua esposa, Lisa di Antonio Maria Gherardini, para Leonardo Da Vinci por volta de 1503. Essa versão é usada para determinar que o rosto de Monalisa seja o mesmo da esposa do tal italiano. Até mesmo porque isso explicaria o outro nome da pintura que é Gioconda.

Alguns historiadores ainda acreditam que a mesma senhora tenha tido um romance escondido com o irmão do papa Leão X, Giuliano de Medici, e pelo fato dela ser casada com outro homem tornava o amor impossível. Nesse caso quem teria encomendado e pintura teria sido ele e não o marido.

Uma terceira teoria pouco aceita seria de que a obra seria um auto retrato do próprio Leonardo da Vinci quando ainda era jovem.

Um fato bastante intrigante é o de que a obra mais famosa de Da Vinci ter uma semelhança muito grande com a Nossa Senhora retratada posterior mente em Sant Ana chamado de “A Virgem e o Menino”. Como era uma das obras favoritas de Leonardo da Vinci, pode-se levar a crer que tenha se inspirado na esposa do italiano Gherardini e em cima disso criar uma imagem de beleza que se tornaria a sua musa famosa em todo o mundo.

Teorias Absurdas, Ou Não!

Além das teorias de que o rosto são de uma grávida, ou disso e daquilo, uma outra teoria um pouco mais (no mínimo) interessante, é a de que o rosto retratado no quadro seja masculino. Isso mesmo. A tese foi anunciada pelo presidente do Conselho Nacional de Valorização do Patrimônio Histórico e Cultural da Itália, o senhor Silvano Vicenti.

A “descoberta” causou grande impacto e deixou as pessoas ainda mais intrigadas com a história da arte e sobre os mistérios envolvidos na tal obra. Segundo Vicenti, algumas pesquisas que ele fez revelou que existem algumas letras dentro dos olhos da musa, e a imagem retratada no quadro seria de Salai, um ajudante de Da Vinci que já havia posado para outras obras suas, como o “São João Batista”.

Mas não é só isso há relatos também que de o rosto do empregado e o de Lisa tenham sido mesclados para retratar a Monalisa. Fica a questão de que o pintor foi retratar a mulher e colocou características do rapaz? Ou vice e versa? A tese gera tantas duvidas e polêmicas até mesmo porque causaria alvoroço dentro da comunidade que interpreta artes e estuda a história de obras antigas.

O Sorriso

Existem muitos especialistas em percepção visual que discordariam de que a musa mais famosa do mundo sorri. Segundo uma neurobióloga de uma organização chamada de Congresso Europeu de Percepção Visual, ela explica que o sorriso some quando se está olhando fixamente para ele e reaparece quando se foca em outras partes do quadro.

Dentro dessa análise outras pesquisas foram feitas e uma investigadora de Harvard definiu que o pintor quis criar uma ilusão de ótica para ser usada no século XVI, foi um truque que só funciona e tem base científica hoje. Há ainda uma teoria que se apoia ao fato de que o olho humano possui uma visão central e uma periférica. A visão central serve e é muito boa para reconhecer pequenos detalhes, é muito precisa. Já a visão periférica é bem menos precisa mas melhor para perceber detalhes grandes, como sombras, etc.

Nesse caso Livingstone (autor dessa hipótese) afirma que Leonardo da Vinci pintou o “sorriso” de Monalisa, com uma técnica de sombras que faz com que percebamos alguns detalhes apenas com a visão periférica, inclusive é o que acontece com o sorriso da musa. Para que o sorriso seja visto é preciso olhar para qualquer outra parte do quadro, principalmente para os olhos, para conseguir ver o sorriso de Monalisa.

Detalhes

Além de todo o mistério, a obra também gerou e determinou um padrão para todas as outras obras futuras. A obra de Da Vinci, retrata uma mulher mostrando apenas parte do seu corpo, do busto para cima, com uma paisagem visível mas distante como plano de fundo da pintura.

O artista usou uma pirâmide em sua composição, onde a modelo aparece centralizada, com uma expressão serena e calma, braços cruzados com uma das mãos dobradas que se encontra no centro da pirâmide, com a mesma claridade e luz que aparecem no rosto, pescoço e colo da musa.

A luminosidade da obra cria uma geometria subjacente de esferas e círculos que acentuam ainda mais o tal sorriso. Segundo Freud o sorriso é interpretado como uma atração de forma sexual de Leonardo da Vinci com a sua própria mãe. Mas outros também apontam que o sorriso é convidativo, inocente, lascivo ou até mesmo triste.

Sorrisos de várias interpretações sempre foi muito comum nas obras de Da Vinci, sendo assim vários investigadores já tentaram entender o porque de tantos significados em culturas diferentes. Como as explicações são muito diversificadas e variam em termos científicos e culturais, além de pessoa pra pessoa, algumas suposições são referentes a identidade da musa e em relação aos seus sentimentos.

Em segundo plano na pintura estão montes, em uma paisagem com montanhas geladas e uma ponte (que indicaria já a presença humana). O quadro foi restaurado várias vezes, e exames de raios X mostraram pelo menos 3 versões que estão escondidas sob a pintura atual.

Hoje a obra se encontra exposta no Museu do Louvre, em Paris. E é uma das obras mais visitas do lugar. Sendo uma das, senão a mais, obras mais famosa do mundo, é importante para a história da arte, e tenta ser avaliada desde 1960, já chegando a ter um valor de 100 milhões de dólares.  Mas nota-se que é um objeto inestimável e impossível de lhe atribuir algum valor. Já entrou também para o livro dos records como objeto mais valioso do mundo. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Arte
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *