Paulínia Festival de Cinema de 2011 Encerra em Alta

O evento que, em 2011 chegou à sua quarta edição, chama a atenção de todos os atores, atrizes, diretores, roteiristas entre outros trabalhos direcionados ao cinema teve uma excelente crítica por parte de todos que compareceram a premiação, que durou uma semana. Ocorrido entre os dias 7 e 14 de julho na cidade de Paulínia, que a cada ano torna-se a “Hollywood” brasileira, o Paulínia Festival de Cinema foi um sucesso.

Festival de Cinema Paulínia 2011

Festival de Cinema Paulínia 2011

Durante esses sete dias de evento, juntamente com debates entre as pessoas que participaram das produções, foram exibidos ao todo 27 filmes, sendo que 12 eram longas-metragens e 15 curtas. Para os vencedores das 24 categorias, foram distribuídos cerca de 800 mil reais em prêmios, sendo que o filme vencedor da categoria de Melhor Ficção levaria 250 mil reais e o de melhor documentário, 150 mil reais. Esse último conquistado por Vladimir Carvalho, com o documentário Rock Brasília – Era de Ouro.

Selton Mello Participa do Festival

Selton Mello Participa do Festival

O grande vencedor dessa edição do festival foi o filme Febre de Rato, longa-metragem feitor por Cláudio de Assis. Eles se consagraram em oito categorias, incluindo o de Melhor Ficção. Além desse prêmio, ganharam também como Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Melhor Montagem, Melhor Fotografia e o de Melhor Longa-Metragem de Ficção escolhido pela crítica. Os prêmios de Melhor Atriz e Melhor Ator também foram para Nanda Costa e para Irandhir Santos. Ao todo, o filme embolsou 370 mil reais.

Outro destaque da premiação foi o ator e diretor Selton Melo, que concorreu esse ano com o filme O Palhaço. Pela segunda vez consecutiva, ele ganhou como Melhor Diretor de Ficção. O seu longa também ganhou os prêmios de Melhor Figurino, Melhor Roteiro e Melhor Ator Coadjuvante, com o experiente Moacyr Franco, que apesar de ser sua estréia no cinema e atuar por apenas 3 minutos, conseguiu levar o troféu para casa.

Isis Valverde no Festival

Isis Valverde no Festival

Os diretores estreantes Juliana Rojas e Marco Dutra, que concorreram com o longa Trabalhar Cansa, também sairam bastante satisfeitos da premiação. Além de terem recebido o prêmio de Melhor Filme pelo Júri Especial, também viram seu filme levar a melhor sobre os demais na categoria de Melhor Som, que contou com o grande trabalho de Daniel Turini e Fernando Henna.

Completam a lista de filmes que saíram, de certa forma, vitoriosos do interior paulista o longa-metragem do diretor Carlos Alberto Riccelli, chamado Onde Está a Felicidade?. O filme venceu dois prêmios: o de Melhor Atriz Coadjuvante pelo Júri, com María Pujalte, e o de Melhor Filme de Ficção Escolhido pelo Voto Popular. Esse último prêmio, diga-se de passagem, tornou-se evidente que seria para Riccelli, pois a reação da platéia logo após a sua exibição foi marcante e não visto durante os outros dias em que foram exibidos os demais filmes.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Cinema
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *