Yajurvada

O Yajurvada que pode ser escrito como Iajurveda é um dos quatro Vedas hindus e significa yajus “sacrifício” + veda “sabedoria”. Nos Vedas estão contidos textos religiosos e nesse em especial o foco é na liturgia, sacrifícios e rituais e de que maneira os mesmos devem ser realizados. Esses escritos foram realizados no período Védico entre 1.500 a.C. e 500 a.C. juntamente com os outros três Vedas.

Yajurvada

Yajurvada

As Coleções

Basicamente existem duas coleções primárias ou chamadas samhitas do Yajurvada que são Shukla (Branco) e Krishna (Negro). Nos dois estão contidos os versos importantes para realizar os mais diversos rituais, contudo, no Yajurvada Krishna existem comentários em forma de prosa com algumas indicações adicionais bem como instruções de como realizar cada passo.

Yajurvada Krishna (Negro)

Quatro Versões

O Yajurvada negro conta com quatro versões sendo que o mais conhecido é o que recebeu o nome de TS em referência a Tittiri que era aluno de Yaska. Essa parte tem oito livros (conhecidos como kandas) que tem subdivisões em capítulos que podem ser chamados de prapathakas e que posteriormente foram subdivididos em hinos individuais.

Parte desses hinos individuais acabaram adquirindo mais importância na hinduísmo do que outros como o TS 4.5 e 4.7 que tem correspondência com o Shri Rudram Chamakam da mesma forma que o 1.8.6.i ao mantra Shaivaite Tryambakam. Além disso, ainda tem a fórmula bhūr bhuvaḥ suvaḥ que serve de prefixo ao Gayatri, aparece quatro vezes. Cada versão dessas conta com a associação de brâmane, alguns destes ainda possuem Shrautasutras, Grhyasutras, Aranyakas, Upanishads e Pratishakhyas em associação.

Yajurvada Shukla

O Yajurvada Shukla conta duas versões que são: Vajasaneyi Madhyandiniya e Vajasaneyi Kanva. O primeiro deles é mais popular na região norte da Índia que é um dos lugares que mais seguem a tradição dos Vedas entre os hindus desse país. Já o Kanva aparece mais restritamente em Kerala e Tamila Nadu. Para se ter uma ideia os rituais védicos do templo de Ranganathaswamy (maior templo da Índia) são realizados de acordo com o essa versão.

Yajnavalkya e Vaishampayana

Conforme as tradições dos Vedas acredita-se que Yajnavalkya tinha algumas divergências com o seu professor Vaishampayana. Num momento de intenso estresse entre os dois o professor chegou a pedir que seu aluno lhe devolvesse todo o conhecimento que havia aprendido.

Foi então que Yajnavalkya vomitou o que havia aprendido com a forma de carne. Os demais discípulos do mestre adquiriram a forma de pássaros e então se alimentaram daquele conhecimento. Dessa forma o trabalho ficou conhecido como Taittiriya Samhita que significa comido por pássaros taittiriya.

Sol Surya

Após o episódio do vomito do conhecimento, Yajnavalkya, ficou em penitência adorando o Deus do Sol Surya que pode ser chamado também de Aditya. Como Surya se agradou de tamanha devoção ensinou novamente a Yajnavalkya algumas porções de Yajurvada. As porções que lhe foram ensinadas nessa ocasião passaram a ter o nome de Shukla Yajurveda.

Upanixades

O Yajurvada Shukla se destaca também por contar com dois grandes Upanixadas que são o Isa Vasya e o Brihadaranyaka sendo que o segundo é o maior dentre todos. Ele também é tido como o Upanixade Shreshtha o que significa ser o mais refinado dentre todos os Upanixades.

Números Longos

Uma coisa interessante a respeito do Yajurvada é que ele registra o mais antigo conhecido de números que chegam a casa de um trilhão (parardha). Há ainda uma discussão a respeito do conceito de infinito no qual é feita a afirmação de que se for subtraído purna (abundância) de purna o que ai sobrar ainda será purna.

Vedas

Podendo ser grafados como Vêdas consistem em quatro obras cuja composição se deu num idioma que chamado de védico que teve sua origem depois do sânscrito clássico. No começo a transmissão do conhecimento védico ocorria por via oral e atualmente ainda existem algumas partes da índia em que o conteúdo é ensinado dessa maneira.

Existe grande incerteza a respeito de quando os Vedas foram compostos, contudo, até os dias de hoje os especialistas acreditam que isso tenha ocorrido em torno de 1.500 a.C.. Porém, é necessário destacar que essa data foi estipulada somente com base em evidências linguísticas e numa teoria de invasão ariana que ainda é vista com dúvida. Há a possibilidade de que a sua composição tenha começado perto de 2000 a.C. ou até anteriormente a esse período.

Sistema de Escrituras

De maneira mais básica podemos dizer que os Vedas são a base do sistema de escrituras bastante extenso do hinduísmo. Trata-se da mais antiga forma de literatura escrita numa língua indo-europeia. Traduzindo do sânscrito a palavra Veda significa conhecer. Os quatro Vedas são: Rigveda; Yajurveda; Samaveda e Atarvaveda.

Textos Antigos

Para alguns historiadores dos Vedas são os textos mais antigos que conseguiram sobreviver ao longo do tempo. Estima-se que partes dos Vedas tenham sido escritas em torno de 1.000 a.C. e que o texto mais antigo que é o Rigveda tenha datação de 1.500 a.C. ou até 2.000 a.C.. Existe ainda um consenso de que existiu ainda uma forte tradição oral de transmissão desse conhecimento.Trata-se do texto de literatura mais antigo da cultura indiana e acredita-se que a linguagem utilizada para escrever os textos é uma evolução do sânscrito.

O Conteúdo dos Vedas

Os textos que compõem os Vedas são de vários tipos e todos eles têm datação de tempos antigos. Basicamente o seu núcleo é composto pelos Mantras que tem representação nos hinos, encantações, orações, fórmulas rituais e mágicas. Esses hinos e orações são feitos para uma grande variedade de deuses e também para algumas deusas dentre os quais os mais importantes são Varuna, Agni e Rudra.

Já os mantras funcionam como suplementos de textos que falam a respeito de como fazer os rituais de sacrifício. Os textos passam ainda a explorar os aspectos filosóficos da tradição de rituais bem como das suas narrativas. Os Vedas até hoje tem grande valor histórico e são vistos pelos hindus como base para as suas práticas religiosas. Pode ser interessante para quem tem curiosidade a respeito da cultura hindu conhecer os Vedas.

A filosofia Hindu inclui várias vivências religiosas, como o Hinduísmo, o Bramanismo, e tem suas raízes na Religião Védica, que é uma das mais antigas e respeitadas no mundo todo por ter seus princípios voltados para o bem estar da humanidade. Dentre elas podemos citar a Yajurveda, Iajurveda, ou ainda Yajurvada, composta por dois núcleos que representam, em sânscrito, o Sacrifício e a Sabedoria, assim compõe um dos quatro compostos dos Vedas Hindus.

Os Vedas são livros escritos há mais de mil anos, por volta de 1500 a.C, e compõem as Escrituras Sagradas dos Hinduístas. Os quatro livros são: Rigveda, livro dos hinos, Yajurveda, livro dos sacrfícios,  Samaveda, livro dos cantos e rituais e Atarvaveda, conhecido como sacerdote veda. O livro que descreveremos aqui será o Yajurveda, que contém seu foco totalmente voltado para o sacrifício, ritual e ainda nas liturgias védicas. Ele foi escrito em sânscrito por volta dos anos 1500 a.C. e 500 a.C. e é composto por duas coleções principais ou primárias: Krishna negro e Shukla branco. Dos dois podem ser extraídos os versos mais importantes para se fazer todos os rituais, além disso, neles ainda podem ser encontrados comentários e instruções de como se fazer bem todos os trabalhos.

O Yajurveda Negro ou Krishna é feito de quatro versões : taittiriya samhita, maitrayani samhita, caraka-katha samhita e kapisthala-katha samhita. O mais conhecido desses quatro é o Taittiriya Samhita, ainda tido pelo nome de Tittiri, que contém 08 kandas ou livros, subdividido em capítulos e em hinos individuais. Alguns hinos se tornaram mais populares que outros, como o Shri Rudram Chamakam, o mantra Shaivaite Tryambakam. Cada um tem um brâmana incluído, como os Shrautasutras, Grhyasutras, Upanishads, Aranyakas e ainda o Pratishakhyas. Já o Yarjuveda Branco ou Shukla só apresenta duas versões: a Vajasaneyi Kanva e Vajasaneyi Madhyandiniya.

O segundo é o mais popular em Orissa e no Norte da Índia, e é seguido pela maioria dos Hindus. O Shaka Kanva é mais seguido em Tamila Nadu e Kerala, e no maior templo da Índia. Os rituais seguem esse livro. A tradição diz que um aluno teve desavenças com seu professor e este pediu que ele devolvesse todo o conhecimento adquirido em suas aulas, o aluno por sua vez vomitou tudo em forma de carne, os demais discípulos se transformaram em pássaros e se alimentaram dessa carne, daí o nome Taittiriya Samhita, comido por pássaros. A partir disso, esse aluno passou a adorar Surya, o Deus do Sol, e foi agraciado por ele com novas e mais porções de Yajurveda, que se tornaram no Shukla Yajurveda.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Religião
1.538

Função: Programação e SEO Formação: Bacharelando em Ciência da Computação – Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Técnico em Informática Industrial – Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá (CTIG) Interesses:  Internet, Jogos, Esportes e Música

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *